Conscientização

Cantora Dulce Maria participa de campanha contra as touradas: ‘não é cultura’

“É muito triste que torturem um animal e que seja para o entretenimento de muita gente, que aplaudam e fiquem felizes enquanto torturam um ser vivo”, afirma a cantora em um vídeo

Reprodução/PETA
Reprodução/PETA

A cantora e atriz Dulce Maria se uniu à causa animal para conscientizar a sociedade sobre a crueldade das touradas. Em uma campanha da PETA, a artista aparece ensanguentada segurando uma espécie de lança usada para ferir os touros.

“Não se deixe enganar. A tourada é tortura, não cultura. Não a apoie”, diz o cartaz no qual Dulce Maria aparece. A frase foi repetida pela atriz na legenda de uma publicação em suas redes sociais.

A campanha conta ainda com um vídeo (confira abaixo) que mostra a cantora assistindo imagens de touradas e comentando-as. “Eu não queria ver [as imagens], mas é importante porque é uma realidade que me acompanha”, diz Dulce Maria no início do vídeo, que tem um minuto de duração.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Como mexicana, digo a vocês, há belas tradições que valem a pena promover e que vão passando de geração em geração, mas há coisas que como seres humanos estamos evoluindo em consciência”, afirma a atriz.

“É muito triste que torturem um animal e que seja para o entretenimento de muita gente, que aplaudam e fiquem felizes enquanto torturam um ser vivo”, completa.

Nas redes sociais de Dulce Maria, internautas apoiaram a iniciativa de proteção aos animais. “Bravo por se juntar a esta causa. Mais vozes como a sua são necessárias para que as pessoas entendam que touradas são tortura e crueldade contra os animais”, escreveu uma internauta. “Na Espanha somos iguais, lutamos por isso. Os tempos mudaram e evoluíram, você deve entender!”, disse outra.

O vídeo idealizado pela PETA, entidade que defende os direitos animais, tem como lema a frase “os animais não são nossos para diversão”.

As touradas são eventos cruéis nos quais os touros são humilhados e torturados em uma arena. Tratados como objetos de entretenimento humano, esses animais são feridos e mortos para garantir uma diversão sádica ao público.

Embora sejam extremamente cruéis, as touradas ainda são realizadas em países como México, Peru, Colômbia e Espanha.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui