Família faz festa para comemorar aniversário de cadela adotada


Bibi e Dora são grandes amigas (Foto: Juciane Tutes/Arquivo pessoal)

Dora, uma labrador de sete anos de idade, ganhou uma festa para comemorar seu aniversário. Adotada por uma família de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a cadela é o xodó da casa.

Há um ano, depois que uma das cadelas da família morreu, a artesã Juciane Tutes acabou adotando Dora. “A gente perdeu a Mortadela. Aí a gente disse que não ia ter mais cachorro. De repente, a gente já estava procurando um filhote. A Mussarela estava muito sozinha”, contou.

Em entrevista ao G1, Juciane revelou que soube da história da labrador e decidiu dar uma chance a ela. Hoje, Dora e Bibi, filha da artesã, são grandes amigas.

“Tinha aquele pré conceito por ser grande. Mas quando eu vi a foto, fiquei encantada, fiquei louca. Então fomos buscá-la. Quando a gente chegou, ela veio correndo, quase derrubou a Bibi. Ela queria amor e a gente tinha muito amor para dar. Pronto, casou”, disse.

Dora nasceu nos Estados Unidos e foi parar no Mato Grosso do Sul. No entanto, sua família novamente se mudou, indo viver no Canadá, e não levou a cadela, que passou a procurar um novo lar. E encontrou.

“Ela atende a todos os comandos em inglês. É uma lady. Dócil. Um bebezão, o xodó da Bibi”, afirmou a artesã.

A adoção foi tão especial que, na ausência da data de nascimento da cadela, que não consta na carteira de vacinação, Juciane escolheu o dia em que Dora foi adotada para celebrar o aniversário dela: 25 de agosto.

Segundo a artesã, Bibi pediu à mãe que a festa tivesse um tema e Juciane não pensou duas vezes: “eu disse ‘amor'”. “Ela questionou e eu expliquei: a gente não adotou a Dora porque a gente tem muito amor?”, disse. “Foi muito engraçado. A gente se divertiu”, completou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>