Gatinho é salvo após ter a cauda mutilada e o corpo queimado

Renê Costa
September 2, 2020

Um gatinho foi resgatado no último dia 27 de julho na calçada de um estacionamento na Av. José Malcher, no bairro São Brás, na cidade de Belém (PA). O pequeno gato foi encontrado pelo funcionário do local com várias lesões, sem o rabo e com várias queimaduras pelo corpo. O bebê também não tinha controle dos movimentos das patinhas traseiras devido a uma fratura na coluna.

Após ser encontrado pelo funcionário do estacionamento, o pequeno filhote foi entregue ao cirurgião dentista Thiago Pereira Dias, 36 anos, que resolveu procurar ajuda, até encontrar a protetora de animais Janete Rodrigues, 56 anos. “O funcionário do estacionamento sempre me via com meu cachorro, então ele decidiu pedir a minha ajuda”, lembrou.

“Nunca havia feito resgate de animais, então não sabia a quem recorrer, então pensei em entrar em contato com algumas pessoas que vejo sempre com animais no Instagram ou WhatsApp. Foi aí que entrei em contato com a Ane que conhecia uma protetora de animais, e através dessa minha amiga que consegui entrar em contato com a protetora de animais “Dona Janete”, disse Dias em entrevista à ANDA.

A cabeleireira Janete Rodrigues dos Anjos, que também atua na proteção e resgate de animais na cidade de Belém, acolheu e batizou o gatinho de Juninho, garantindo que ele tivesse os primeiros cuidados. O filhote foi levado ao veterinário para realizar exames pré-operatórios, ficando alguns internado dias até ser operado.

Gatinho encontrado sem o rabo e com queimaduras pelo corpo é salvo em Belém (PA)
Foto: Arquivo Pessoal/ Maíra Oliveira

Veja no vídeo abaixo, como o gatinho Juninho chegou à clínica veterinária:

Mas quem pensa que a protetora de animais Janete foi o único anjo que apareceu na vida do pequeno gatinho se engana. Após ficar sabendo pelas redes sociais a história do gatinho, a paraense Maira oliveira, 32 anos, decidiu criar um grupo no WhatsApp para angariar fundos para conseguir pagar a cirurgia do pequeno animal.

“Nesse meio tempo foi que eu vi a divulgação do caso do Juninho e decidi fazer uma página no Instagram e um grupo no WhatsApp para conseguir angariar fundos para pagar a cirurgia”, lembrou Oliveira.

“Conseguimos quitar a conta de internação e comprar os remédios, graça a ajuda de todas as pessoas que se sensibilizaram com o caso do nosso anjinho”, ressaltou a paraense.

Recuperação

Segundo a protetora, Juninho está se recuperando muito bem. “Ele está reagindo bem, ele é bem forte e já está bem espertinho, só esperando para começar o tratamento”, pontuou. Mas para a recuperação completa ainda tem um longo caminho, já o que pequeno gatinho precisa fazer fisioterapia para recuperar os movimentos das patas traseiras.

Veja abaixo como está a recuperação do gatinho:

“No momento, nossa prioridade são as sessões de fisioterapia, necessárias para que ele tenha a possibilidade de recuperar os movimentos das patas traseiras. Inicialmente, serão duas sessões por semana, custando R$ 800 mensais”, declarou Maira em comunicado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

No dia 27/07, o Juninho foi encontrado mutilado, sem o rabo, com várias queimaduras pelo corpo e coluna fraturada. Com cerca de 2 meses apenas, já foi vítima de maus tratos terríveis. Através aqui do instagram e com a ajuda de todos vocês, foi possível levantar recursos para seu tratamento até agora. Mas ele ainda tem um longo caminho pela frente. No momento, nossa prioridade são as sessões de fisioterapia, necessárias para que ele tenha a possibilidade de recuperar os movimentos das patas traseiras. Inicialmente, serão duas sessões semanais, custando R$ 100 cada sessão – um total de R$ 800 mensais. Precisamos de ajuda financeira para conseguir esse valor. Você pode contribuir para custear os dois meses iniciais desse tratamento (R$ 1600)? Se doar por uma das contas que divulgamos aqui ou por boleto não for viável para você, fizemos uma vakinha (LINK NA BIO) para atingir esse objetivo. Dez reais podem não fazer falta pra você, mas podem fazer toda a diferença pra um gatinho que já sofreu demais e merece ter uma vida feliz, para superar tudo de ruim que fizeram a ele. Agradecemos desde já! DADOS BANCÁRIOS _____________________ CAIXA ECONÔMICA Ag: 0820 Op: 013 C: 00033514-2 Titular: Wanessa Nazareth A Souza CPF: 805.223.432-87 _____________________ NUBANK Ag: 0001 C: 3765108-2 Titular: Cristiano Martins Barroso CPF: 005.254.362-51 _____________________ BANCO DO BRASIL Ag: 0765.x C: 18649.x Titular: Elizete Souza Ranieri CPF: 588.937.092-87

Uma publicação compartilhada por Ajude o Juninho! (@ajudeojrmalcher) em

Mas devido as poucas condições financeiras para arca com os gastos do tratamento do pequeno animal. As protetoras decidiram criar uma vaquinha on-line para angariar fundos para a continuação do tratamento do gato.

“Precisamos de ajuda financeira para conseguir esse valor, 10 reais pode não fazer falta para você, mas pode fazer toda diferença para um gatinho que já sofreu demais e merece ter uma vida feliz, para superar tudo que já fizeram de ruim para ele”, ressaltou Oliveira.

Quem puder contribuir para custear os dois meses desse tratamento do Juninho, pode doar pela vaquinha on-line, ou pode depositar em umas das contas divulgadas para ajuda ao gatinho no Instagram.

Novo lar

Com a “Dona Janete”, o gatinho conheceu a bondade, o carinho e amor, mas o seu “primeiro lar” foi provisório. Atualmente, Juninho vive em um lar temporário pago com doações dos voluntários, mas o objetivo das pessoas que estão ajudando no seu tratamento é conseguir um novo lar para ele após a sua completa recuperação.

A protetora não poderá adotá-lo, pois já cuida de mais de 58 animais em casa, dos quais são 48 gatos e 10 cães. Além de tutelar os animais em casa, a protetora atua em uma ONG que resgata animais em situação de vulnerabilidade social nas ruas da capital paraense. Atualmente a associação (ASDEPA) conta com mais de 250 animais no abrigo onde realiza o trabalho de cuidado e proteção animal.

“O meu ambiente não está adequado para receber [o Juninho], principalmente nesse momento, porém se não encontrarmos um adotante para ele, com certeza ele ficará comigo, isso não resta menor dúvida. Eu tutelo outros animais deficientes, eu faço o que posso para cuida-los, eu divido o espaço com todos os meus animais, eu não tenho uma ala separada para eles, eu divido meu quarto com eles”, afirmou a protetora de animais.

Gatinho encontrado sem o rabo e com queimaduras pelo corpo é salvo em Belém (PA)
Foto: Arquivo Pessoal/ Janete Rodrigues

Quem puder dar um novo lar para o gato Juninho. Pode entrar em contato com Maira Oliveira pela página do Instagram, ou pelo WhatsApp: Janete Rodrigues (91) 8278-3712 ou Maira oliveira (91) 8010-5514.


 

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Você viu?

Em busca de companhias,

Fonte: g1.globo.com Uma das

Pixabay Aproximadamente 50 ativistas

Grupo de guardas ambientais

Foto: Reprodução Youtube /

Reprodução/Instagram/@osindefesos Três cachorros tiveram

The Dodo Onyx e

Foto: Reprodução/GRAD A destruição

Foto: Pixabay A tradição

Notícias | Você é o repórter | Histórias felizes | De olho no planeta


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
>