Início Destaques Cadelinhas vítimas de terríveis abusos renascem após conhecerem o amor

Cadelinhas vítimas de terríveis abusos renascem após conhecerem o amor

Reprodução | Facebook
Reprodução | Instagram

Olhando em um primeiro momento, as cadelinhas Maggie e Millie parecem cães normais, alegres e curiosos. Maggie adora correr atrás de bolinhas e Millie não consegue passar por um poste sem dar uma boa cheirada, mas quando você as olha de perto, entende o quanto elas são fortes, incríveis e especiais. Maggie é completamente cega e Millie teve seu focinho completamente destruído após ser agredida.

As duas cadelinhas foram vítimas de crueldades indescritíveis, mas conseguiram renascer após os cuidados amorosos de sua tutora, Kasey Carlin, de apenas 26 anos. A jovem se dedica a cuidar de alguns dos cães mais desafiadores do mundo, aqueles que ninguém deseja adotar. Kasey adotou três animais especiais, mas já reabilitou mais de 15 cachorros vítimas de traumas.

Kasey tem uma qualificação em comportamento animal e já aceitou o desafio de cuidar de cães atirados de prédios, animais trancados em gaiolas, cachorros atropelados e animais paraplégicos após agressões ou acidentes. Muitos desses cães têm medo profundo de seres humanos e têm dificuldade de conviver com outros animais, mas sob os olhares atentos das jovens, eles se tornam cães felizes e dóceis.

Ela escreveu um livro sobre a recuperação dos animais e diz que ajudar cãezinhos em situação de vulnerabilidade e sofrimento a faz muito feliz e é isso que motiva o seu trabalho. Antes de adotar Maggie e Millie, Kasey tinha uma creche para cães e se dedicar a dar carinho e atenção para cães que ficavam sozinhos enquanto seus tutores estavam viajando ou no trabalho.

Kasey decidiu que precisava fazer ainda mais pelos animais quando conheceu a cachorrinha Mishka há dois anos. A cadelinha foi comprada por uma família que não tinha tempo de cuidar dela. Neglicenciada e sem amor, a cachorra tinha medo de tudo e sempre se comportava de forma agressiva, pois entendia que tudo que estava ao seu redor representava um risco.

Mishka recebeu os cuidados da jovem por quatro meses e o período de ressocialização foi muito intenso e complexo. Quando a cachorrinho se tornou calma e gentil e estava pronta para seguir em frente, Kasey conheceu a história de uma cachorrinha chamada Angie, resgatada pela organização Wild At Heart Foundation, dedicada a salvar cães em países como Índia e Grécia e levá-los para o Reino Unido.

Reprodução | Facebook

Angie era cega e foi vítimas de vários tiros nas ruas de Beirute, no Líbano. Um raio-X constatou que havia centenas de projéteis alojados em diversas partes do seu corpo, inclusive em seu crânio. Ela estava disponível para adoção há um tempo, mas, infelizmente, ninguém a queria e isso partia o coração de Kasey, que decidiu levá-la para sua casa e batizá-la de Maggie.

Ao lado da nova tutora, Maggie recebeu amor pela primeira vez e aprendeu a desfrutar pequenos prazeres como pisar na grama e dormir em uma cama aconchegante e quentinha. Ela reaprendeu a confiar nos seres humanos e e fez, inclusive novas amizades, como a sua nova irmã, a cadelinha Millie, salva na Rússia após ser alvejada no seu rosto. Seu focinho foi totalmente destruído.

Kasey conheceu a história de Millie após ver um vídeo de uma equipe de resgate Russa. A jovem entrou em contato com os responsáveis pelo salvamento e fez vários pedidos, ela estava decidida a trazer a cadelinha para o Reino Unido. Uma campanha foi feita e rapidamente todo o valor da viagem foi arrecado e em poucos dias Millie chegou ao seu novo lar.

Millie e Maggie agora vivem em segurança e são a prova de que o amor é a resposta e a cura para todo o mal. Para conhecer mais sobre as cachorrinhas, basta acessar as contas das cadelinhas no Instagram: @maggiethewunderdog e @milliethewunderdog.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui