Mulher adota cachorro que a consolou após a morte de sua mãe


Momento em que o cão consola a protetora de animais (Foto: Arquivo Pessoal Rhavenna Veloso)

Protetora de animais, Jaqueline Masceno não conseguiu fechar os olhos para a realidade de abandono do cachorro que a consolou após a morte de sua mãe, vítima da Covid-19. Comovida com o carinho que o animal deu a ela, Jaqueline decidiu adotá-lo.

Anjo Gabriel, como passou a ser chamado o cachorro, ainda não conhecia Jaqueline quando a consolou após vê-la consternada pela notícia de que sua mãe havia morrido. A idosa estava internada no Hospital do Parque do Piauí, na Zona Sul de Teresina.

Após pular nos braços da protetora, o cachorro desapareceu. Preocupada, Jaqueline pediu aos profissionais do hospital que a avisassem caso ele retornasse, o que aconteceu na última sexta-feira (21).

“Depois daquele dia, eu não o tinha mais visto. Quando foi na sexta-feira (21) que eu cheguei da missa de sétimo dia da minha mãe foi que a enfermeira do hospital me ligou dizendo que ele estava na porta do hospital. Então, o rapaz que é do grupo pelo qual eu participo foi até o local e o trouxe para minha casa”, comentou.

O objetivo de Jaqueline era levar o cachorro para o abrigo de animais do qual ela faz parte, mas a vontade de fazer dele um novo membro de sua família foi maior. A protetora sente que é sua missão cuidar do animal.

“Eu ia levar para o abrigo porque tenho cachorros aqui em casa com problemas e ele não poderia ficar por não ser castrado. Mas, ao chegar aqui, as minhas cadelas não estranharam ele”, explicou.

A decisão de adotar o cachorro foi tomada durante uma visita ao túmulo de sua mãe, feita no sábado (22) na companhia de Anjo Gabriel. “Eu fui ver a minha mãe e, então, eu o levei. Nós estávamos indo para o sítio para deixar ele lá, mas foi quando eu decidi ficar com ele”, disse.

“Ele apareceu e me consolou no momento em que mais precisei. Ele estava ali me consolando e eu senti que era ela. Depois de sete dias, ele apareceu no mesmo local. Então é o destino. É um propósito de eu ter que cuidar dele, eu sinto que é uma obrigação minha”, completou.

Anjo Gabriel já foi castrado, mas ainda passar por exames e ser vacinado. Por estar desempregada, Jaqueline pede ajuda para arcar com os custos dos procedimentos. Interessados em colaborar podem entrar em contato com ela pelo telefone (86) 9 8819-1836.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR CANINO

FAKE NEWS

GANÂNCIA

SEQUESTRO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>