Considerado extinto, musaranho-elefante é visto na África após 50 anos


Reprodução/YouTube

O musaranho-elefante, mamífero considerado extinto, foi visto por pesquisadores após desaparecer por aproximadamente 50 anos. O animal foi encontrado na África.

Pesquisadores de Djibouti e dos Estados Unidos foram os responsáveis pela redescoberta. O animal silvestre foi visto em 2019, mas os estudos sobre o caso só foram oficialmente publicados atualmente.

O musaranho-elefante era mais comum na Somália quando foi considerado extinto. A espécie tem o corpo de roedor e uma tromba semelhante a de um elefante.

A redescoberta ocorreu após pesquisadores receberem pistas do paradeiro do animal. “Foi incrível”, disse ao jornal The Guardian o pesquisador da Universidade de Duke, dos Estados Unidos, Steven Heritage.

“Fizemos armadilhas e logo na primeira vimos aquele tufo de pelos que é característico, e depois mais outro. Estudos desde os anos 1970 não os encontravam. Foi fantástico termos conseguido tão rapidamente”, completou.

Reprodução/YouTube

A redescoberta da espécie surpreendeu os pesquisadores não só pela facilidade em encontrá-la, mas também pela quantidade de animais localizados. Robin Moore, da Global Wildlife Conservation, explicou ao jornal que o normal é encontrar um ou dois animais de espécies antes consideradas extintas. No caso do musaranho-elefante, no entanto, foram encontrados pelo menos 12 animais.

Em uma lista das 25 espécies consideradas extintas que são as mais procuradas pelos cientistas, o musaranho-elefante ocupava a quinta colocação.

“Essa redescoberta nos enche de esperança”, finalizou Moore.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRATAMENTO MÉDICO

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>