Falta de ética

Fã de Trump cola adesivos de campanha eleitoral em ursos

Help Asheville Bears (HAB)
Help Asheville Bears (HAB)

Dois ursos-negros que usavam coleiras de monitoramento foram vítimas de maus-tratos por um apoiador de Donald Trump em Asheville, na Carolina do Norte. O homem colou adesivos da campanha de Trump, que concorre à reeleição em 2020, fazendo propaganda do candidato conservador.

Moradores afirmam que os animais foram vistos com os adesivos pela primeira vez em setembro de 2019. A organização sem fins lucrativos Help Asheville Bears (HAB) está oferecendo uma recompensa no valor de US$ 5 mil por informações sobre quem colocou os adesivos nos ursos. A ONG postou a foto de um dos ursos adesivados com a legenda “ursos não são outdoors”.

A denúncia chegou até a HAB através de Sheila Chapman, que fez um registro fotográfico encaminhou para a organização. “Temos tantos lugares no mundo para colocar adesivos e expressar nossas opiniões políticas. Usar um animal selvagem para isso é cruel e desumano. Não está tudo bem”, disse.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Ela explicou ainda que não é incomum encontrar ursos nas áreas urbanas de Asheville, pois os animais foram reabilitados e soltos na região com coleiras de monitoramento. Chapman afirma que a vizinhança convive bem com os animais e não há registros de incidentes e interações perigosas com os ursos.

Help Asheville Bears (HAB)

O professor Chris DePerno, pesquisador da Universidade Estadual da Carolina do Norte, membro do programa de estudos sobre ursos que a instituição está conduzindo, disse à CNN que é “altamente antiético colocar qualquer adesivo em um animal”, principalmente um animal que confia o suficiente em um ser humano para permitir tanta proximidade.

“Infelizmente, alguém habituou esse urso a um ponto em que perdeu a cautela natural com pessoas, permitindo que essa pessoa colocasse o adesivo no colar. A pessoa que ajudou esse urso a ficar dependente e habituado a alimentos está colocando em risco os seres humanos e a segurança do urso”, disse o professor.

Ele salienta ainda que banalizar a interação com espécies selvagens é um grande risco não só para seres humanos, mas principalmente para os animais, que serão sem dúvida condenados à morte por conta da irresponsabilidade e inconsciência humana. Autoridades de Asheville estão investigando o caso.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui