Crime

Polícia encontra 47 galos explorados em rinhas e aplica multa de R$ 230 mil

As aves eram mantidas em pequenas gaiolas de madeira, em condição de confinamento

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Militar encontrou 47 galos explorados em rinhas em Santo André, cidade situada no ABC Paulista. A operação policial foi realizada na manhã do último domingo (2).

No local, dois ringues desmontados foram localizados. Os galos eram mantidos em pequenas gaiolas de madeira, confinados.

Durante a ação da polícia, cinco pessoas foram detidas por suspeita de participação nas rinhas. Eles foram multados em R$ 230 mil. As multas foram aplicadas pela Polícia Militar Ambiental, que também participou da operação e agiu para punir crimes ambientais de maus-tratos a animais.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Todos os detidos foram encaminhados ao 2º Distrito Policial de Santo André.

Reabilitação de galos

Um projeto realizado em Formiga, no estado de Minas Gerais, possibilita que galos explorados em rinhas sejam reabilitados. A reabilitação traz esperança para esses animais que, após serem resgatados, são frequentemente mortos, sem que tenham qualquer chance de viver em paz.

O projeto, que apresenta uma opção ética para esses animais, é realizado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Cedef e da 4ª Promotoria de Justiça de Formiga, em parceria com o Centro Universitário de Formiga (Unifor) e a Associação Regional de Proteção Ambiental (Arpa II) de Divinópolis.

O protocolo usado no projeto foi desenvolvido e testado, com sucesso, pelo professor da Unifor, Dênio Garcia. Após o resgate, os galos ficam em quarentena. Eles são submetidos à triagem, ressocialização e readaptação antes de serem reintegrados ao meio ambiente.

Ao final do processo, as aves recebem chips e anilhas e são doadas a proprietários rurais selecionados através de programas de agricultura familiar cadastrados na Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui