Animal marinho

Debilitada e doente, orca é sacrificada após encalhar em praia na Bahia

O sofrimento prolongado vivenciado pela baleia convenceu os veterinários a optarem pelo sacrifício

Foto: Projeto Baleia Jubarte
Foto: Projeto Baleia Jubarte

Uma baleia orca foi sacrificada no último domingo (2) após ficar encalhada, desde o dia anterior, na Praia de Guarajuba, em Camaçari, na Bahia.

Segundo o Instituto de Mamíferos Aquáticos (IMA), o animal estava “severamente debilitado, pouco responsivo e em estado nutricional ruim, expelindo odor pútrido na expiração e episódios de vômito, indicando um indivíduo com quadro patológico e sem condições de sobrevivência no ambiente natural sem o devido tratamento”.

A orca era uma fêmea juvenil com cerca de 3,7 metros de comprimento. No sábado, veterinários decidiram levar a baleia até uma piscina para que ela fosse submetida a tratamento, mas a operação de transporte foi impossibilitada pela condição geográfica do local de encalhe e a subida da maré. Apesar do maquinário necessário ter sido oferecido pelo Instituto do Meio Ambiente (Inema) e pela Secretaria do Meio Ambiente de Camaçari, a operação não foi possível.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Medicada no local, a baleia foi monitorada durante a madrugada. Arrastada pela maré, ela rolou sobre o próprio eixo sem reagir e encalhou novamente na manhã de domingo, quando foi novamente avaliada pelos veterinários.

Após detectarem uma luxação de nadadeira peitoral, que impediria a soltura, e constatarem que o animal estava em sofrimento prolongado, os veterinários optaram pelo sacrifício.

“Diante da situação, entendemos que, apesar da equipe não ter medido esforços para a recuperação desse indivíduo, alcançar o sucesso da operação se tornou uma questão de ego e resposta ao público, que colocava de lado o bem-estar animal. Foi tomada a difícil decisão, pelo bem do animal, de abreviar o seu sofrimento, optando pela eutanásia humanitária, que foi realizada de forma ética e indolor, através da administração endovenosa de anestésicos”, afirmou o IMA em nota.

O corpo da orca será examinado para que a causa do encalhe seja apontada.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui