Criatividade

Menino reúne ‘assinaturas’ de famosos em petição para convencer mãe a adotar cachorro

A atitude do garoto convenceu sua mãe, que concordou em trazer um novo cachorrinho para casa

Foto: Angela Machado/Arquivo pessoal
Foto: Angela Machado/Arquivo pessoal

Francisco Machado, de 13 anos, quer muito adotar um cachorro. Sua mãe, no entanto, não estava aberta à adoção – pelo menos não até ser convencida por um ato criativo do menino, que fez uma petição com “assinaturas” de famosos. Com isso, a família de Curitiba, no Paraná, vai aumentar.

O documento, entregue à Angela Machado, mãe de Francisco, conta com assinaturas que vão desde políticos como Lula, Dilma e Bolsonaro, até escritores, jogadores de futebol, como Neymar, artistas, personagens de desenho animado e super-heróis. Até Jesus Cristo, Deus, Oxóssi, Iemanjá, Xangô, Obaluaiê e Oyá “assinaram”.

A atitude do garoto, que fez a lista junto de seu irmão, chamou a atenção de Angela, que publicou sobre o caso nas redes sociais. A publicação viralizou e levou internautas a criar petições online em apoio a Francisco.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“A gente vivia pedindo para a mãe para ter um novo cachorro, mas ela nunca aceitava. Aí eu fiz um abaixo-assinado, porque ela não ia ter como recusar, com um monte de gente pedindo”, disse o adolescente ao G1.

Foto: Arquivo pessoal

Apesar de ter sido divulgado só agora pela mãe, o abaixo-assinado foi feito há meses. Na casa, vivem cinco moradores, além de dois gatos. Francisco, no entanto, não desistiu da adoção do cachorro.

“É uma família democrática. Eles têm a opinião deles, têm voz. A gente procura, dentro de um certo limite, dar liberdade para eles escolherem, mas o caso do cachorro estava um pouquinho difícil”, disse Angela.

No entanto, após a repercussão do caso, mãe e filho conversaram novamente sobre o assunto e Angela aceitou a adoção com a condição de que Francisco cuide do animal. O cachorro escolhido era tutelado por uma prima da família, que vai se mudar para um apartamento e não levará o cão.

“Ele já tem até nome: Bolota”, contou Francisco.

Foto: Angela Machado/Arquivo pessoal

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui