Poluição ambiental

Esgoto bruto é despejado em refúgio de vida selvagem no Parque Olímpico de Londres

Um tubo de transbordamento da Thames Water bombeou resíduos por 1.000 horas nos pântanos de Londres no ano passado

Pixabay
Imagem panorâmica do Rio Thames, em Londres
Pixabay

Esgoto bruto foi despejado por mais de 1.000 horas de um cano de descarga da empresa Thames Water em um pântano ambiental no Parque Olímpico de Londres no ano passado, revelou o jornal “The Guardian”.

O excesso de esgoto combinado (CSO) em Mulberry Court bombeou resíduos não tratados 91 vezes na hidrovia que alimenta o rio Lea. Até abril deste ano, o mesmo CSO descarregou por 34 horas em 20 incidentes.

A área de zonas úmidas no leste de Londres foi criada como parte do desenvolvimento do Parque Olímpico. Foi aclamada como um projeto legado para criar um refúgio para plantas, animais e insetos para o público desfrutar. Dee O’Connell, um ativista da instituição de caridade London Waterkeeper, tuítou imagens ao vivo de um dos derramamentos.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Os dados obtidos pelo “The Guardian” e pela London Waterkeeper, que está em campanha por um “rio Tâmisa apto para nadar”, revela a escala das descargas permitidas pela Agência Ambiental.

O esgoto do CSO de Mulberry Court é despejado em um sistema de cursos d’água nos pântanos do Parque Olímpico Queen Elizabeth, que alimentam o Lea.

Os dados revelam que o CSO foi descarregado 91 vezes por mais de 1.026 horas em 2019. Em 30 de setembro, o esgoto não tratado foi liberado nas zonas úmidas por 49 horas. Em 8 de novembro, 90 horas de esgoto não tratado foram descarregadas.

O “The Guardian” revelou nesta semana que mais de 1,5 milhão de horas de esgoto não tratado foram lançadas nos rios ingleses no ano passado via CSO. Os dados, obtidos por solicitações de informações ambientais, dão uma imagem mais abrangente da escala de descargas de esgoto que a Agência Ambiental permite que as empresas de água realizem.

Theo Thomas, fundador do London Waterkeeper, disse: “O Parque Olímpico é o maior parque urbano construído em uma geração. Era para ser um projeto legado, mas 1.000 horas de esgoto foram despejadas no ano passado nos pântanos”.

“Este é um parque público e o que está acontecendo é inaceitável em 2020. Isso mostra um desprezo insensível pelos espaços públicos e pelo meio ambiente.”

Thomas está em campanha com a Surfers Against Sewage para que as empresas de água parem de liberar esgoto não tratado nos rios.

Hugo Tagholm da Surfers Against Sewage disse: “A saúde de nossos rios está inextricavelmente ligada à saúde de nosso oceano. Rios poluídos sempre levam a um oceano poluído. Precisamos de ecossistemas aquáticos conectados e prósperos, livres de esgoto e poluição”.

Feargal Sharkey, o vocalista dos Undertones e um grande fã da pescaria esportiva, disse que a Agência do Meio Ambiente é cúmplice em permitir a poluição dos rios com o transbordamento das tempestades. “Eles sabem perfeitamente o que está acontecendo. Eles sabem disso há décadas e se recusam a lidar de modo adequado com a situação”, diz.

A liberação de esgoto não tratado e águas residuais é permitida em circunstâncias extraordinárias – como chuvas extremas – para aliviar a pressão no sistema. Porém, críticos dizem que os dados do “The Guardian” mostram como é a rotina de despejos nas águas interiores.

Um porta-voz da Agência Ambiental disse: “O sistema de esgoto foi projetado para transbordar para aliviar a pressão no sistema – as descargas dos CSOs não são um sinal de que o sistema está com defeito ou está sendo mal utilizado.

“No entanto, quando as empresas danificam o meio ambiente, seja por poluir nossas águas ou violar as condições de permissão, tomaremos medidas coercitivas contra elas, incluindo sanções civis.”

Thames Water disse: “Investimos muito em equipamentos de monitoramento para entender com que frequência os despejos são feitos no meio ambiente e para direcionar melhor o investimento nas melhores soluções. Qualquer descarga é indesejável, mas só acontece quando não há literalmente alternativa e para evitar inundações nas casas. É assim que o sistema é projetado para operar.”

As declarações das companhias de água podem ser lidas na íntegra aqui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui