Crescimento do veganismo

Covid-19 reduz consumo de carne nos EUA pela primeira vez em seis anos

Pixabay
Pixabay

O consumo de carne per capita neste ano está previsto a cair pela primeira vez nos Estados Unidos desde 2014, de acordo com pesquisadores do Instituto de Pesquisa de Políticas Agrícolas e Alimentares da Universidade de Missouri. Espera-se que a redução em demanda de produtos animais mais afete criadores de vacas, porcos e perus e dure até pelo menos 2025.

A redução é devido à pandemia de Covid-19, que causou um aumento significante na taxa de desemprego que coincidiu com o aumento de preços de carne. Em meses recentes, houve uma escassez de produtos à base de carne devido ao fechamento de matadouros e outros distúrbios na cadeia de suprimentos de carne após milhares de trabalhadores da indústria ao redor do país terem testado positivo ao Covid-19.

Enquanto isso, o grupo comercial, Associação de Alimentos à Base de Carne, revelou que as vendas de carnes veganas tiveram alta de 148% durante o período de pico de vendas em Março e continuaram a crescer em até 61% nas quatro semanas seguintes, representando um crescimento duas vezes mais rápido que o de carnes de base animal.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui