Animal silvestre

Ameaçado de extinção, filhote órfão de gato-mourisco é resgatado no Ceará

Pesando apenas 280 gramas, o filhote é uma fêmea e foi encontrado em uma plantação de milho

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um filhote de gato-mourisco foi resgatado na cidade de Milagres, na região do Cariri, no Ceará, após ser encontrado em um sítio. Órfão, o animal foi retirado do local por um agricultor. A espécie está ameaçada de extinção.

O homem encontrou o filhote na tarde da última terça-feira (14) enquanto plantava milho. Após o Batalhão de Polícia do Meio Ambiente ser acionado pelo agricultor, o filhote foi entregue a uma equipe do ICMBio.

O tenente coronel Fábio Lessandro Sena Lima explicou à Revista Época que o animal silvestre estava na casa do agricultor quando foi resgatado. “O agricultor encontrou o felino em uma plantação de milho de sua propriedade. Vendo que a mãe aparentemente tinha abandonado o filhote, tratou de levá-lo para sua casa e alimentá-lo. O homem deu leite de vaca ao animal”, afirmou o tenente, que é comandante do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente do Ceará.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

De acordo com Lima, o agricultor sempre viveu na região e conhece os animais silvestres que vivem nela. Por isso, logo identificou o filhote e acionou o resgate.

Foto: Divulgação

Fêmea, o animal resgatado pesa apenas 280 gramas e está recebendo alimento específico para felinos em fase juvenil.

Ameaçado de extinção, o gato-mourisco vive em habitats mais abertos e têm hábitos diurnos. De acordo com o ICMBIo, a “principal ameaça à espécie é a perda ou fragmentação de habitats, que afeta diretamente a sobrevivência dos gatos-mourisco, e é provocada especialmente pela expansão agropecuária”.

A espécie é classificada como “vulnerável” em uma lista elaborada pelo ICMBio para medir os níveis de ameaça de extinção de cada animal – que são quatro: extintos da natureza, criticamente em perigo, em perigo e vulnerável.

Foto: Divulgação

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui