Sustentabilidade e ética

Fábrica de móveis usa fibra de maçã em vez de couro

"Estamos entusiasmados em lançar um material vegano inovador, criado com componentes reciclados", disse Anthony Santino

“Esse novo material de base biológica evita que as cascas e os bagaços sejam depositados em aterros e é uma adição harmoniosa a outras opções ecológicas (Foto: Gus* Modern)
“Esse novo material de base biológica evita que as cascas e os bagaços sejam depositados em aterros e é uma adição harmoniosa a outras opções ecológicas (Foto: Gus* Modern)

A Gus* Modern, uma fábrica de móveis canadense, está usando fibra de maçã em vez de couro. A matéria-prima é produzida na Itália a partir de cascas e bagaços descartados pela indústria de suco da fruta.

Batizado como Vegan AppleSkin Leather, o material faz parte da Coleção de Outono 2020 da marca, o que inclui sofás e espreguiçadeiras.

“Estamos entusiasmados em lançar um material vegano inovador, criado com componentes reciclados”, disse em comunicado oficial o vice-presidente de vendas da Gus *, Anthony Santino.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Esse novo material de base biológica evita que as cascas e os bagaços sejam depositados em aterros e é uma adição harmoniosa a outras opções ecológicas.” Segundo a marca, seus produtos hoje estão disponíveis em 150 varejistas na América do Norte, América do Sul, Ásia e Austrália.

Maçã em nome da sustentabilidade

No início de 2019, o designer e arquiteto francês Philippe Starck anunciou uma coleção de móveis revestidos com fibra de maçã. A matéria-prima que substitui o couro recebeu o nome de Apple Ten Lork e foi desenvolvida pela empresa italiana Frumat, que recicla resíduos biológicos industriais para criar produtos sustentáveis.

Já em junho deste ano, a startup dinamarquesa Beyond Leather Materials que, em substituição ao couro, está investindo em vestuário e acessórios à base de fibra de maçã, venceu o [email protected] 2020, evento internacional que seleciona e premia a melhor iniciativa para um mercado mais sustentável.

Segundo a Beyond Leather, que pretende oferecer seus produtos sustentáveis em escala comercial, para fazer um metro quadrado de alternativa ao couro são utilizados cinco quilos de polpa de maçã, matéria-prima que na indústria e em restaurantes normalmente é descartada em grandes quantidades.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui