Alternativas éticas

Açougue vegano dobra faturamento durante pandemia

“Conseguimos dobrar o faturamento da loja de Ipanema e ajudar milhares de pessoas a esticarem seu orçamento e se alimentarem em meio à pandemia"

Reprodução | Facebook
Reprodução | Facebook

Fundado em 2017 no Rio de Janeiro, o Açougue Vegano é um exemplo de como a crescente demanda por alternativas à carne é benéfica para quem investe no mercado de alimentos veganos, mesmo em tempos de crise em decorrência da pandemia de Covid-19.

“Conseguimos dobrar o faturamento da loja de Ipanema e ajudar milhares de pessoas a esticarem seu orçamento e se alimentarem em meio à pandemia”, diz a sócia do Açougue Vegano, Michelle Rodriguez.

A marca que, além do Rio de Janeiro, tem lojas em São Paulo e Santa Catarina, não precisou demitir nenhum funcionário. “E fizemos as entregas [dos nossos produtos] nas casas das pessoas, gratuitamente. Sócios, funcionários e até mesmo os nossos clientes compreenderam as prioridades do momento”, reforça Michelle.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Entre os produtos mais populares oferecidos pelo Açougue Vegano, que deve abrir mais três lojas até o final deste ano, estão a salsicha de grão-de-bico, moqueca de banana e coxinha de jaca.

“Estamos muito satisfeitos por finalmente conseguir expandir. Devido à pandemia, os nossos planos foram adiados, pois a ideia original era inaugurar uma nova unidade Barra Shopping em abril.”

Michelle também acrescenta: “Felizmente descobrimos como operar em meio a esta crise sanitária e econômica. Seja com um delivery de alto rendimento ou com toda a segurança nas lojas, os adeptos do veganismo serão prontamente atendidos. Inauguramos a primeira no dia 23.”

A empresária conta que desde o lançamento do Açougue Vegano o foco sempre foi agradar os clientes pelo sabor – veganos ou não. “Brinco que encontramos um meio mais rápido de evitar o sofrimento animal, o estômago dos consumidores. Aproveitamos e também contribuímos com doações para instituições que acolhem os animais”, explica.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui