Proteção animal

Após fundar santuário para animais, mulher salva a vida de 30 mil gatos

Criado inicialmente para abrigar apenas gatos, o santuário também já recebeu cães, tendo ajudado mais de 7 mil deles

Foto: Reprodução / Barcroft TV
Foto: Reprodução / Barcroft TV

Lynea Lattanzio não imaginava a diferença que faria na vida de milhares de gatos quando comprou uma propriedade na Califórnia, nos Estados Unidos. Ter passado por um divórcio traumático a fez querer viver em um local tranquilo, longe da cidade, que meses depois acabou sendo transformado em um santuário para animais – o “The Cat House on the Kings”.

Não parecia fazer sentido ter uma propriedade com 24 mil metros quadrados se não fosse para usá-la para transformar a vida de animais, salvando-os de situações de vulnerabilidade. Foi então que Lynea passou a abrigar gatos selvagens e domésticos no local, que mais tarde passaria a receber também cachorros.

O santuário foi fundado em 1981. Desde então, cerca de 30 mil gatos foram abrigados no santuário, que atualmente mantém mais de 1,1 mil animais da espécie. Mais de 7 mil cães também passaram pela propriedade, que foi expandida em mais 24 mil metros quadrados, comprados de terras vizinhas.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

No começo, Lynea enfrentou muitas dificuldades. “Quando comecei esse projeto, fiquei no vermelho financeiramente por sete anos. Gastava toda a minha aposentadoria, [e tive que] vender meu carro e até minha aliança de casamento”, contou.

Em 1993, a fundadora do santuário voltou a estudar e se tornou técnica veterinária. Usando o que aprendeu, conseguiu reduzir seus custos. Na década de 1990, funcionários, voluntários e doações a ajudaram a manter o local, que em 2002 ganhou status de entidade sem fins lucrativos. A “The Cat House on the Kings” investe US$ 1,2 milhão por ano (cerca de R$ 6 milhões) para manter os animais resgatados.

“Temos um hospital, uma UTI, uma sala de quarentena de gatinhos, uma sala de quarentena sênior, mas é aí que ficam nossos gatos gravemente enfermos. Temos um veterinário que vem uma vez por semana para verificar nossos animais. Levamos animais para ele todos os dias para verificação e temos sete técnicos veterinários na equipe”, explicou Lynea.

A fundadora do santuário tem como principal missão encontrar novos lares para os animais. Para isso, um centro de adoção foi construído dentro do santuário.

Foto: Reprodução / Barcroft TV

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui