Ibama multa em R$ 78 mil família de estudante picado por naja presa em cativeiro


Pedro Henrique Lehmkuhl (Foto: Reprodução/Facebook)

A família do estudante de veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, de 22 anos foi multada em R$ 78 mil pelo Ibama. A multa foi aplicada por conta das cobras mantidas em cativeiro pela família no Distrito Federal. Uma delas, ao se sentir ameaçada, chegou a picar Pedro para se defender. O rapaz foi hospitalizado, mas já recebeu alta.

O Ibama informou que Pedro irá responder pela criação de 16 cobras em cativeiro – dez delas são exóticas, ou seja, não são nativas do Brasil. Outras seis são da Amazônia e do Cerrado.

O estudante foi multado em R$ 61 mil por aprisionar os animais em cativeiro e sua mãe e seu padrasto foram multados em R$ 8,5 mil cada. A família de Pedro foi punida por ter dificultado a ação de resgate da naja que picou o universitário. A serpente chegou a ser abandonada nas proximidades de um shopping, mas foi resgatada pelas autoridades.

Como as demais cobras não estavam na casa de Pedro, o proprietário do local onde elas eram mantidas também será punido com multa de R$ 68 mil. Um amigo de Pedro que, segundo o Ibama, tem envolvimento no caso, dificultou as ações das autoridades e será penalizado em R$ 81,3 mil.

Outras operações do Ibama foram originadas pelo caso. Até agora, o órgão soma mais de R$ 300 mil em multas.

A Polícia Civil investiga um suposto esquema de tráfico de animais silvestres no Distrito Federal e cumpre mandados de busca e apreensão durante a operação Snake.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>