Doçura e inocência

Veado bebê busca abrigo na sepultura de um soldado

Reprodução | Facebook
Reprodução | Facebook

Um pequeno veado foi encontrado aninhado na sepultura de um soldado no Cemitério Nacional de Andersonville, em uma parque nacional na Geórgia, nos Estados Unidos. O animal foi encontrado por James Taylor, supervisor de manutenção do local, que registrou o lindo e doce momento e afirmou que a presença do animal confere “honra especial” ao cemitério.

A história do Sítio Histórico Nacional de Andersonville remonta à Guerra Civil, quando abrigou Camp Sumter, uma das maiores prisões militares da Confederação. Cerca de 45 mil soldados ficaram presos no local e pelo menos 13 mil deles morreram. O cemitério foi fundado em julho de 1865 e continua ativo até hoje, registrando mais de 150 sepultamentos diários.

Não foi necessário acionar o resgate, pois pouco tempo depois a mãe do cervo apareceu e ele partiu com ela. Autoridades da vida selvagem do estado afirma que às vezes o melhor a fazer pelos animais é deixá-los em paz. É muito comum que bebês se separem temporariamente de suas mães, mas isso não quer dizer que eles foram abandonados ou estão perdidos.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Órgãos de proteção ambiental reforçam que seres humanos inadvertidos podem acabar interferindo e separando os filhotes de suas mães. Veja abaixo a postagem sobre o doce bebê cervo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui