Crime

Polícia investiga morte por envenenamento de 30 cães em Santa Cecília (SC)

Dentre as vítimas estão animais tutelados por moradores da cidade e outros que viviam em situação de rua

Pixabay/Imagem Ilustrativa
Pixabay/Imagem Ilustrativa

Pelo menos 30 cachorros foram mortos por envenenamento em Santa Cecília (SC) desde a última sexta-feira (19). O caso é investigado pela Polícia Civil.

Moradores que se recusaram a entregar câmeras de videomonitoramento de suas casas, que podem ter flagrado a ação do criminoso que tirou a vida dos animais, foram alvo de um mandado de busca e apreensão na noite de terça-feira (23). A polícia também apreendeu um celular, uma espingarda calibre 20, munições e material para fazer a recarga de cartuchos.

Os policiais afirmaram ao G1 que tiveram dificuldade para executar a ação, determinada pela Justiça, porque os moradores apresentaram resistência.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Materiais coletados nos corpos dos animais mortos foram encaminhados para análise, que será realizada pelo Instituto Geral de Perícias (IGP). Dentre as vítimas estão animais tutelados por moradores da cidade e outros que viviam em situação de rua. Parte deles foi enterrada pelos tutores, o restante dos corpos foi recolhido pela Vigilância Sanitária.

Três bairros da cidade registraram casos de animais mortos por envenenamento, sendo a maioria no bairro Marciliano Fernandes.

Para contribuir com as investigações, a ONG Patinhas do Bem passou a oferecer recompensa por informações concretas sobre o autor dos crimes. A entidade pede que qualquer pista sobre o criminoso sejam repassadas diretamente para a Polícia Civil de Santa Cecília. O valor da recompensa foi doado por um apoiador da associação.

Apesar da maior parte dos casos de envenenamento terem resultado em morte, um cachorro resgatado pela ONG se recuperou após receber os cuidados necessários. Ele aguarda por adoção em um lar temporário.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui