Vitória

Parque turístico abole passeios com elefantes na Tailândia

Ilustração | Pixabay

O Maesa Elephant Park, na Tailândia, anunciou que não permitirá mais passeios com elefantes. O local, que fica na cidade de Chiang Mai, é um dos principais pontos turísticos do país e foi fundado em 1976. Elefantes são explorados no parque há cerca de 44 anos e pela primeira vez deixarão de ser escravizados.

O parque está fechado devido ao bloqueio da pandemia de Covid-19 e quando reabrir se dedicará à educação ambiental e a educar turistas e a população sobre a preservação de elefantes. Em vez de passear com turistas, os elefantes poderão circular livremente dentro do parque.

Para o proprietário do parque, Anchalee Kalampichit, a pandemia mostrou que é preciso buscar novas formas de manter o parque. “Queremos mudar o estilo do local e encontrar maneiras mais naturais de o público apreciar os elefantes”, concluiu.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Liberdade

A pandemia trouxe um grande impacto ao setor de turismo. Em todo o mundo, milhares de atrações que dependem da circulação de pessoas estão fechando definitivamente suas atividades, entre elas, locais que lucram com a exposições e exploração de animais, como empresas de passeios de elefantes na Tailândia.

Empresários afirmam que sem a renda obtida através dos passeios não há recursos para alimentar os animais. Há mais de 2 mil elefantes mantidos em cativeiro para a atividade. É possível que muitos deles não sobrevivam ou sofram com a fome e é exatamente isso que Fundação Save Elephant quer evitar.

O santuário, que fica localizado na cidade tailandesa de Chiang Mai, está construindo uma relação com empresas de passeios de elefantes para garantir a libertação e soltura dos animais em seu habitat, a região de Mae Chaem, no Norte da Tailândia. Até agora, 100 elefantes já foram transportados de volta para casa.

Comerciantes que lucravam com a exploração de elefantes e tiveram a oportunidade de acompanhar os animais durante a viagem ficam surpresos com o quanto os elefantes ficaram felizes a rever seu lar e estarem finalmente livres. Muitos desses animais viveram aprisionados por mais de 20 anos.

A Fundação Save Elephant registrou toda a viagem e postou em seu perfil no Instagram. Confira aqui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui