Quarentena

Paquistão observa melhora do meio ambiente durante a pandemia

Pixabay
Pixabay

As medidas de segurança para restringir a mobilidade e interação física das pessoas para combater a propagação da pandemia afetou positivamente o cenário ambiental das maiores cidades do Paquistão assim como muitas ao redor do mundo.

A diminuição das atividades socioeconômicas durante os últimos seis meses reduziu a quantidade de gases de efeito estufa na atmosfera para um nível melhor em Punjab e no resto do mundo.

Medidas de operações hesitantes de usinas e unidades industriais continuam a impactar positivamente o planeta, permitindo que ele se cure. Similarmente, operações de transporte foram restringidas para um bom número, diminuindo a quantidade de contaminantes usuais no ar.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Um oficial do Departamento Meteorológico do Paquistão disse que a redução nas atividades de transporte em Lahore, Multan, Faisalabad, Rawalpindi, Karachi, Peshawar e Quetta melhorou a qualidade do ar durante os últimos três meses.

Pelos registros meteorológicos oficiais, o Índice de Qualidade do Ar (IQA) de Lahore tem melhorado significativamente desde que o governo tem limitado o movimento de pessoas e transporte para conter a pandemia.

Um pneumologista sênior do Jinnah Hospital disse que depois de um longo tempo Lahore tem testemunhado uma rica qualidade do ar, vale adicionar que, os pacientes de doenças respiratórias não têm reclamado de falta de ar, ardência nos olhos ou náuseas.

O declínio na concentração de dióxido de nitrogênio (NO2) e material particulado nas maiores cidades do Paquistão como Lahore, Islamabad e Karachi e no resto do mundo tem surpreendido pesquisadores preocupados com o aquecimento global e as mudanças climáticas.

O ambientalista Dr Mehmood Khalid Qamar disse que devido ao lockdown, a emissão de dióxidos de carbono e nitrogênio tem caído significativamente resultando num ambiente mais saudável.

A OMS enfatizou em seu relatório recente que respirar um ar de qualidade é essencial para a boa saúde das pessoas. Principalmente quando 90% da população mundial vive em zonas residenciais onde a qualidade do ar tem piorado além dos limites permitidos, ressaltou o relatório.

O relator especial das Nações Unidas (NU) David Boyd disse que pessoas vivendo em áreas com maiores níveis de poluição do ar encaram um risco maior de morte prematura do novo coronavírus. Similarmente, o Observatório da Terra da Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA) divulgou imagens de satélite que confirmam a diminuição da poluição ambiental devido a restrição da movimentação humana.

O expert em mudanças climáticas do Instituto de Polícia para o Desenvolvimento Sustentável (SDPI) Kashif Salik disse que a menor produção de óleos e subsequente redução nos preços, venda de veículos paralisados e redução de 83% no tráfego de rodovias tem cooperado com o meio ambiente.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui