Alta demanda

Mercado de sorvetes veganos segue em expansão

Com a crescente demanda por opções sem laticínios, previsão é de que até 2024 haja um incremento de mais de R$ 3 bilhões em sorvetes veganos

Pixabay
Pixabay

Com o crescente interesse dos consumidores por sorvetes livres de laticínios, o mercado global vem se adaptando cada vez mais nos últimos anos. Em consequência, a previsão é de que até 2024 haja um incremento de mais de R$ 3 bilhões em sorvetes veganos, de acordo com um relatório concluído em maio e disponibilizado pela ReportLinker.

“O mercado está sendo impulsionado pela crescente população global vegana e pelos benefícios à saúde da dieta vegana”, aponta o relatório que avalia como mercados consumidores e com potencial ainda maior a ser explorado a América do Norte, Europa, América do Sul e Ásia-Pacífico.

Sorvetes veganos são mais inclusivos

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O que também favorece o mercado de sorvetes veganos é que são considerados mais inclusivos sob a perspectiva nutricional, já que podem ser consumidos por intolerantes à lactose e por pessoas com outros tipos de restrições alimentares, que podem não encontrar alternativas muito atrativas entre as opções convencionais.

Além disso, em decorrência de mais conscientização em relação a hábitos de consumo, está havendo um cuidado maior com a escolha de matérias-primas, o que inclui ingredientes mais sustentáveis. Outra mudança é em relação ao sistema de produção, já que há um crescente interesse por sorvetes produzidos de forma artesanal ou semiartesanal.

Por outro lado, um problema ainda comum diz respeito à circulação desses produtos que, em consequência dos preços praticados, ainda se restringem a uma parcela da população com maior poder de compra. Ainda assim, o cenário é alentador; o que também é reforçado por outras pesquisas sobre o que se pode esperar desse mercado nos próximos anos.

Mais de R$ 6 bilhões até 2025

Em 2019, a Grand View Research também disponibilizou um relatório avaliando que o mercado de sorvetes veganos deve movimentar mais de R$ 6 bilhões até 2025, e com taxa de crescimento anual composta de 14,8%.

O coco foi apontado como uma das fontes de matéria-prima preferidas do mercado por causa de fatores como compatibilidade, fácil disponibilidade e interesse do consumidor. Prova disso é que a matéria-prima já esteve presente em até 40% dos produtos vendidos pela indústria de sorvetes veganos.

No entanto, as amêndoas também vêm ganhando mercado e sua utilização segue em expansão na produção de sorvetes. Ainda hoje, chocolate e baunilha estão entre os sabores preferidos dos consumidores que buscam opções veganas.

Outra pesquisa, da Global Market Insights, afirma que os sabores cookies & cream, napolitano e chocolate mocha também estão entre os mais populares no mundo todo, embora em algumas partes da Europa sorvetes cítricos tenham se popularizado cada vez mais. Uma observação interessante sobre esse mercado é que não vem sendo ocupado somente por grandes empresas, mas também por médias e pequenas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui