Ferimento grave

Cão tem rabo amputado após se ferir ao brincar com linha de pipa com cerol

O uso de instrumentos cortantes, como o cerol, em linhas de pipa é proibido em Santa Catarina pela lei estadual 11.698, sancionada em 2001

Foto: Dibea/Divulgação
Foto: Dibea/Divulgação

Um cachorro ficou ferido após brincar com uma linha de pipa com cerol que caiu dentro do quintal da casa onde ele mora, na comunidade do Quilombo, em Florianópolis, no estado de Santa Catarina.

O acidente, que aconteceu na tarde da última segunda-feira (1º), expõe a responsabilidade que cada pessoa que usa linha de pipa com cerol tem sobre possíveis ferimentos causados em animais e também em pessoas.

O cachorro foi socorrido, mas, por conta do ferimento em sua cauda, teve que passar por uma cirurgia de amputação. Ele se feriu após brincar com a pipa, em um ato de inocência. Enrolado na linha, o cão acabou machucando o rabo.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O atendimento veterinário foi prestado por profissionais da Diretoria de Bem-Estar Animal (Dibea), da Prefeitura de Florianópolis. De acordo com os veterinários, foi identificado cerol na linha da pipa.

Até o momento, o responsável pelo uso da linha que causou o ferimento no cachorro não foi identificado.

O uso de instrumentos cortantes, como o cerol, em linhas de pipa é proibido em Santa Catarina pela lei estadual 11.698, sancionada em 2001. Infratores podem ser punidos com multa. No entanto, desde a criação da legislação poucos casos foram identificados e punidos.

Para tentar coibir o uso do cerol, ações de fiscalização estão sendo feitas pela Guarda Civil Municipal (GCM). No último mês, 29 casos foram denunciados. Apesar das denúncias, em alguns casos, os infratores fugiram antes da chegada dos guardas e, em outros, a GCM apreendeu materiais, mas não aplicou multas.

Foto: Dibea/Divulgação

Em um dos casos em que o crime foi flagrado, mas não houve aplicação de multa, 100 pessoas soltando pipa foram abordadas pelos guardas no bairro Costeira do Pirajubaé, no último final de semana. Pelo menos seis usavam cerol. Elas não foram multadas, no entanto, porque eram menores de 18 anos.

Para por fim ao uso do cerol e proteger animais e humanos, é importante que a população faça sua parte, denunciando. As denúncias a respeito da utilização de qualquer material cortante em linhas de pipa podem ser feitas à Guarda Civil Municipal, pelo 153, à Polícia Militar, através do 190, ou ainda à Polícia Rodoviária Federal, por meio do 191. A PRF, porém, deve ser acionada apenas quando o crime estiver sendo praticado nas proximidades de rodovias federais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui