Rio Grande do Sul

Cães que nasceram sem as quatro patas são resgatados após abandono

Uma campanha de arrecadação de fundos voltada aos cuidados dos filhotes com deficiência foi iniciada na internet

Michele Nicolau / Arquivo pessoal
Michele Nicolau / Arquivo pessoal

Uma cadela com três filhotes, sendo dois portadores de deficiência física, foram resgatados após serem abandonados na cidade de Encantado, no Rio Grande do Sul. O resgate foi feito pela protetora de animais Michele Nicolau, de 32 anos, que se surpreendeu ao descobrir que dois filhotes nasceram sem as quatro patas.

Na última terça-feira (23), após tomar conhecimento de mais um caso de abandono, a protetora decidiu resgatar os recém-nascidos e a mãe deles. Os animais foram encontrados em um galpão no bairro Navegantes.

“Eu estava no intervalo do meu trabalho quando recebi o vídeo (dos animais). Comecei e chorar vendo aquilo e falei ‘olha, eu vou lá, vou embora'”, contou ao portal GaúchaZH.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Os filhotes com deficiência foram levados para um lar temporário improvisado na casa de Michele, no Jardim do Trabalhador, onde outros nove cães são cuidados enquanto esperam por adoção. Através do projeto Anjos de 4 Patas, a auxiliar de produção ajuda animais em situação de vulnerabilidade.

A mãe e o filhote que nasceu sem deficiência foram encaminhados para outro lar temporário. Os cães que nasceram sem patas foram examinados por uma veterinária que, segundo a auxiliar de produção, acredita que a razão da deficiência seja má-formação genética por cruza de parentesco ou uso inadequado de medicamento na mãe durante a gestação.

Michele Nicolau / Arquivo pessoal

Por conta da condição dos filhotes, o caso demanda recursos que Michele não dispõe. Para proporcionar a eles tudo o que precisam, ela iniciou uma campanha de arrecadação de recursos nas redes sociais.

“Eu tenho uma filha de seis anos que se apegou neles. A gente se apegou, mas eles precisam de um amparo”, disse Michele, que pode ser contatada por pessoas interessadas em fazer doações através do telefone (51) 980115089.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui