Temperaturas baixas

Cães e gatos precisam de cuidados especiais no inverno

Oficialmente, o inverno começou no sábado passado, dia 20 de junho, e termina no dia 22 de setembro de 2020.

Foto: Krzysztop Niewolny/ reprodução/ Pixabay
Pixabay

Todos sabemos que o inverno é o período mais frio do ano, e dependendo da região, as temperaturas podem chegar a níveis baixíssimos. Mas, além dos seres humanos, os animais também precisam de cuidados extras e especiais. Além dos cuidados básicos que os tutores devem ter com seus animais.

Nessa época, algumas dicas são essenciais para você deixar seu amigo de quatro patas bem protegido e bem aquecido, abaixo listamos algumas:

Local de dormir: alguns animais, como gatos e cachorros, mesmo tendo sua casinha, às vezes preferem ficar ao relento. Nesses casos, a principal dica é que não deixem eles saírem durante a noite. Proteja a caminha do animal do frio colocando alguns revestimentos de borracha ou estrado, evitando o contato do animal com o chão gelado.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Roupinhas: nesse período de inverno, o mais indicado é que seu animal esteja protegido com roupas quentes, como tecido de lã ou soft, são tecidos que esquentam mais que os outros, geralmente.

Banhos: no inverno, recomenda-se, que os animais tomem menos banho e de preferência seja com água morna, e principalmente não molhe o animal nos dias mais frios. Seque-o bem após o banho e não o deixe sair para rua.

Vacinas: gripes são normais em cachorros e em gatos nessa época, então sempre deixe seus animais domésticos imunes a qualquer doença que possa afetá-los no inverno.

Escovação: é recomendável que aumente o número de escovação nessa época, devido, principalmente, aos animais se lamberem mais nesse período eles acabam engolindo pelos que formam bolas de pelo no estômago, o que pode acarretar nos animais uma constipação intestinal.

Exercícios: estimule seu animalzinho doméstico a fazer exercícios. Assim como nos seres humanos, o corpo do animal também precisa estar aquecido. Use brinquedos, como bola, elásticos, faça ele se locomover por toda casa, assim ele sempre estará aquecido.

A última dica e não menos importante: com animais muito velhinhos, a partir de sete anos, é importante sempre manter uma atenção redobrada, pois a perda muscular é normal em animais com essa faixa etária e isso faz com que sintam mais frio.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui