Transição

Advogada se torna vegetariana após descobrir relação entre Covid-19 e exploração animal

Os impactos da carne sobre o meio ambiente também influenciaram a decisão da advogada

Arquivo Pessoal/UOL
Arquivo Pessoal/UOL

A quarentena imposta pelo coronavírus transformou Juliana Senziani em vegetariana. Além de dispor de mais tempo para cozinhar, a advogada soube da relação entre a Covid-19 e a exploração animal e decidiu mudar seus hábitos.

Outra questão que influenciou a decisão de Juliana foi saber sobre a devastação ambiental causada pela pecuária – que desmata para criar bois, polui por conta dos dejetos dos animais em contato com a natureza e desperdiça uma quantidade imensa de água.

“Venho pensado nisso há um tempo, tanto pela minha saúde, quanto pelos impactos ambientais que o consumo de carne causa”, contou ao blog Nossa, do UOL. “Descobri que a covid-19 veio de animais. Juntei tudo e decidi mudar meu estilo de vida”, completou.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Desde então, receitas novas passaram a ser descobertas pela advogada, como lasanha de berinjela com queijo vegano à base de batata. Juliana entendeu, então, que a culinária vegetariana é simples, gostosa e nutritiva.

E os efeitos positivos da mudança na alimentação da advogada já surgiram. “Essa culinária me deixa extremamente disposta, durmo melhor, tenho mais energia, não tive mais crises de enxaqueca”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui