Reino Unido

Animais que poderiam ser mortos por zoo serão levados para outros zoológicos

Os animais tiveram suas vidas salvas, mas continuarão presos em zoológicos e aquários para serem explorados para entretenimento humano

Living Coasts/Reprodução
Living Coasts/Reprodução

Os animais que poderiam ser mortos pelo zoológico Living Coasts serão remanejados e terão suas vidas salvas. Apesar da morte não ser mais o destino deles, o cárcere e a exploração para entretenimento humano continuam sendo, já que esses animais irão para outros zoológicos e aquários.

O Living Coasts, localizado no condado de Devon, no Reino Unido, anunciou a possibilidade de matar os animais após fechar as portas do zoológico por conta da pandemia de coronavírus, que fez o estabelecimento falir.

Quando relevou que poderia tirar a vida de lontras, pinguins, focas e outros tantos animais, o zoo admitiu que uma parte deles poderia ser reintroduzida na natureza, enquanto o restante não teria condições de sobreviver no habitat.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

No entanto, após receber propostas de zoológicos e aquários, a Wild Planet Trust, empresa que administra o Living Coasts, não falou mais nada a respeito da soltura daqueles que podem viver dignamente, em liberdade, no lugar onde deveriam estar desde sempre.

O próximo passo, segundo a empresa, é adaptar os recintos que receberão esses animais nos novos estabelecimentos para onde irão. Até que isso se resolva, eles permanecerão no Living Coasts.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui