Após morte de tutor, gata sobrevive por 58 dias sozinha em apartamento


Foto: Isa Simões/Arquivo pessoal

Uma gata que ficou sozinha após seu tutor, de 82 anos, morrer, foi resgatada na última sexta-feira (12) após sobreviver durante 58 dias trancada em um apartamento em Maringá, no Paraná.

O resgate, realizado por duas protetoras de animais, contou com o apoio da Guarda Civil Municipal. Para não morrer, a gata comeu as próprias fezes e bebeu água do vaso sanitário. O idoso que morreu tutelava gatos e fazia doações a entidades de proteção animal. Ele não tinha familiares.

Em abril, após a morte do homem, agentes do Bem Estar Animal da Prefeitura de Maringá estiveram no apartamento e resgataram os gatos. No entanto, como não era de conhecimento do órgão o número de animais mantidos no local, os servidores acreditaram, na época, que ninguém tivesse ficado para trás. A situação da gata só foi descoberta graças a uma protetora de animais que esteve no prédio na sexta-feira. Ela não sabia da morte do homem e foi ao residencial para saber se estava tudo bem.

Ao chegar no prédio, ela soube que o idoso morreu e que apenas quatro gatos foram retirados do local. Após contatar a colega Isa Simões, que também é protetora, a Guarda Municipal foi acionada e o resgate do quinto gato foi realizado.

“Entramos e vi que havia fezes recentes. Isso me encheu de esperança. Procuramos e logo a encontramos. Estava fraca, quase não conseguia se mexer”, disse Isa ao G1.

Debilitada, a gata foi levada a uma clínica veterinária. “Ela chegou muito debilitada. Está com pneumonia, respirando com a ajuda de oxigênio, mas tem grande chance de recuperação”, explicou a veterinária Fabiola Cavalieri, que estima que a gata tenha entre sete e oito anos.

O caso surpreendeu a profissional, que considera “incomum um animal sobreviver tanto tempo privado de água e comida”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>