Bastante ferida, coruja é salva após ficar presa em linha com material cortante


Foto: Divulgação/COBOM

As linhas de pipa com material cortante fizeram mais uma vítima. Desta vez, uma coruja ferida foi resgatada após ficar presa em uma “linha chilena”, em Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais.

O acidente, causado pelo uso indevido de um material proibido por lei, aconteceu no último domingo (7) no bairro São Gabriel. Por conta dos ferimentos, segundo o G1, a coruja foi levada para um hospital veterinário no bairro Itapuã, na Pampulha, para que pudesse receber os cuidados necessários.

Usar materiais cortantes em linhas de pipa é prática proibida por legislação. Para coibir o crime, uma campanha foi lançada pela Guarda Civil Municipal de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com o intuito de conscientizar a população. Quem infringir a lei pode ser multado em até R$ 1,5 mil.

As linhas cortantes fazem vítimas em todo o país, humanas e não humanas. Em Contagem, um motociclista de 26 anos sofreu um corte profundo no pescoço ao ser atingido por uma linha. Dentre os animais, uma arara-canindé ferida por uma linha com cerol foi resgatada em maio na cidade de Campo Grande (MS).

Além da ave, um cachorro teve a cauda amputada após se enrolar em uma linha de pipa com material cortante em Florianópolis (SC). O animal sofreu um ferimento grave após o material cair no quintal da casa onde ele morava.

Dados levantados por biólogos e veterinários do Rio de Janeiro indicaram ainda um aumento no número de aves feridas por linhas cortantes na região da Baía de Guanabara.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>