Exploração animal

Superlotado, caminhão com 160 porcos tomba e animais morrem em MG

Acidentes semelhantes a esse ocorrem com certa frequência, condenando animais a sofrimento ainda maior do que já é vivido por eles graças à agropecuária

Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação
Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

Uma carreta que transportava 160 porcos vivos tombou na quinta-feira (28) em Patrocínio, no estado de Minas Gerais, enquanto trafegava pela MGC-452. Parte dos animais se feriu, outros perderam a vida.

O motorista, de 29 anos, disse à Polícia Militar Rodoviária que perdeu a direção do veículo após os fechos de mola do semirreboque se soltarem. Ele e o passageiro, de 49 anos, tiveram apenas ferimentos leves.

De acordo com os policiais, os porcos não foram lançados para fora do veículo com o tombamento, mas se feriram. Presos na carroceria do caminhão, parte deles morreu.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Um guindaste foi usado para retirar os porcos vivos do local, que foram transferidos para outro veículo – provavelmente para serem levados ao destino final, acabando em um matadouro, já que a retirada dos animais do local ficou sob a responsabilidade do pecuarista que os explora.

Durante a retirada dos animais, a rodovia ficou interditada, mas foi liberada em seguida.

Exploração animal

Os animais são submetidos a todo tipo de sofrimento – físico, psicológico, emocional – para serem explorados para consumo humano. E o transporte é um dos momentos terríveis que reúnem todos esses sofrimentos.

A dessensibilização a qual o ser humano foi submetido o cegou para aquilo que é óbvio. Um caminhão com 160 porcos. Essa informação não costuma causar nenhum tipo de espanto na maior parte da sociedade. É normal, para essas pessoas, saber que tantos animais são confinados em um único caminhão. O horror, o sofrimento, a exploração, o sangue, a dor, a morte, o terror psicológico, foram normalizados.

É preciso – e possível -, no entanto, caminhar na contramão, como muitos já têm feito. E o veganismo é o caminho para isso.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui