Apelo

Protetor de animais pede ração em troca de máscara em semáforos de Manaus (AM)

Uma campanha de arrecadação de ração para os animais mantidos pelo protetor também está sendo realizada através da internet

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Desempregado, o protetor de animais Eloy Rabelo Neto, de 32 anos, recorreu aos semáforos de Manaus, no Amazonas, para tentar encontrar ajuda para os 84 animais que resgatou do abandono e de maus-tratos. Na rua, ele segura uma placa com os dizeres: “troco uma máscara por um saco de ração”, usando uma camiseta que incentiva a adoção de animais.

Desde que foi morar no bairro São Jorge, o protetor passou a presenciar um número alto de animais abandonados. Comovido, resgatou muitos deles. Atualmente, mantém 79 gatos, três cachorros e 2 coelhos. Todos castrados, saudáveis e disponíveis para adoção.

”Fui resgatando um, dois… quando abria as caixas que as pessoas deixavam, alguns estavam mortos, então eu enterrava e os outros levava pra casa”, relatou o protetor, em entrevista ao portal Manaus Alerta.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Envolvido no resgate de animais há oito anos, Eloy está desempregado e, por conta da pandemia, não pode nem mesmo fazer bicos para juntar recursos. ”Eu vendia água no sinal, mas agora as pessoas não se sentem confortáveis em comprar comigo”, lamentou.

Para tentar solucionar o problema, o protetor iniciou uma campanha de arrecadação de ração nas redes sociais e foi aos semáforos da cidade para oferecer máscaras em troca do alimento.

Foto: Reprodução/Site de Financiamento Coletivo “Vakinha”

”Pedi ajuda de uma amiga que faz as máscaras, então eu vou para o sinal um dia sim e um dia não, porque também preciso levar eles ao veterinário”, contou ao portal.

Apesar de seus esforços, Eloy conseguiu apenas dois sacos de ração, insuficientes para alimentar os animais. Logo, os cães e gatos ficarão sem ração caso mais alimentos não sejam arrecadados.

Interessados em colaborar, doando qualquer quantia em dinheiro ou comprando sacos de ração – que podem ser adquiridos pela internet com entrega endereçada ao protetor -, devem entrar em contato com Eloy pelos telefones (92) 981621810 e (92) 994881197 ou fazer uma doação através do site de financiamento coletivo Vakinha, clicando aqui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui