Representatividade

Mike Tyson diz que parar de se alimentar de animais mudou sua vida

“Não como nada que tenha pai e mãe. Isso significa que só como vegetais e outras coisas´[de origem não animal]. Então lembre-se, coma seus vegetais”

Sem se alimentar de animais, e aos 53 anos, Tyson cogita um retorno aos ringues (Foto: Reprodução/Instagram)
Sem se alimentar de animais, e aos 53 anos, Tyson cogita um retorno aos ringues (Foto: Reprodução/Instagram)

Na última quinta (21), a TalkSport, considerada uma das maiores estações de rádio de esportes do mundo, deu visibilidade à transformação do ex-boxeador Mike Tyson desde que ele decidiu deixar de se alimentar de animais em 2010.

Após a aposentadoria em 2005, Tyson, que voltou a treinar e agora cogita um retorno aos ringues, atravessou a fase mais crítica de sua vida, se entregando a uma alimentação cheia de gordura animal, além de consumir muito álcool e drogas.

“Em 2010, migrou para uma [boa] dieta à base de vegetais, o que o ajudou a perder muito peso, e que, segundo ele, aliviou alguns de seus problemas de saúde”, informou a TalkSport.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Em 2013, durante entrevista disponibilizada no canal da apresentadora Oprah Winfrey no YouTube, um dos maiores campeões da história da categoria peso-pesado do boxe mundial falou de sua transição para uma dieta sem nada de origem animal. “Perdi mais de 45 quilos. Senti vontade de mudar minha vida, de fazer algo diferente, e me tornei vegano”, afirmou.

Em 2019, Mike Tyson, que está perto de completar 54 anos, concedeu uma entrevista ao canal GQ Sports, reforçando que deixar de se alimentar de animais mudou sua vida: “Não como nada que tenha pai e mãe. Isso significa que só como vegetais e outras coisas´[de origem não animal]. Então lembre-se, coma seus vegetais.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui