Tailândia

Mais de 100 elefantes são devolvidos à natureza após fechamento de atrações turísticas

Ilustração | Pixabay
Ilustração | Pixabay

A pandemia trouxe um grande impacto ao setor de turismo. Em todo o mundo, milhares de atrações que dependem da circulação de pessoas estão fechando definitivamente suas atividades, entre elas, locais que lucram com a exposições e exploração de animais, como empresas de passeios de elefantes na Tailândia.

Empresários afirmam que sem a renda obtida através dos passeios não há recursos para alimentar os animais. Há mais de 2 mil elefantes mantidos em cativeiro para a atividade. É possível que muitos deles não sobrevivam ou sofram com a fome e é exatamente isso que Fundação Save Elephant quer evitar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

They are going home, this group from old to young elephants, and they will not be the last. More and more we will see the migration back to their villages. For this group, it will take them about 5 days to reach home. The mahout and elephant will stay in the jungle at night time. Our team from SEF is following them to bring food for both elephants and people. On their journey they will walk past mostly the dry area from forest fires burning for months. This is one of the reasons for them to leave the area where they used to stay. None of them know when they might return, as the tourist industry will see little growth in the months ahead.⁣ ⁣ ⁣ ⁣For the last couple of weeks the elephants who have been leased and working many decades in the tourist business , who originate mostly from the Karen Tribe, they start to go back to their home land. This is perhaps the beginning of significant change in the lives of the many captive working elephant’s lives in Thailand. Who knows what good will yet come of this terrible situation ?!⁣ ⁣ ⁣ ⁣#SaveElephantFoundation #COVID19 #CoronaVirus #ElephantSanctuary #Thailand #AsianElephant #TrunksUp

Uma publicação compartilhada por Save Elephant Foundation (@saveelephantfoundation) em

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O santuário, que fica localizado na cidade tailandesa de Chiang Mai, está construindo uma relação com empresas de passeios de elefantes para garantir a libertação e soltura dos animais em seu habitat, a região de Mae Chaem, no Norte da Tailândia. Até agora, 100 elefantes já foram transportados de volta para casa.

Comerciantes que lucravam com a exploração de elefantes e tiveram a oportunidade de acompanhar os animais durante a viagem ficam surpresos com o quanto os elefantes ficaram felizes a rever seu lar e estarem finalmente livres. Muitos desses animais viveram aprisionados por mais de 20 anos.

A Fundação Save Elephant registrou toda a viagem e postou em seu perfil no Instagram. Confira aqui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui