Saudade

Boi fica triste ao ser separado de bezerro e foge para procurar o animal

O boi foi encontrado e voltou em segurança para casa. Sua fuga, no entanto, expôs a sensibilidade dos animais, capazes de criar vínculos profundos entre si a ponto de sentirem a falta uns dos outros

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

Gigante, como é chamado um boi que vive em São Vicente, no litoral de São Paulo, fugiu de casa na madrugada da última quarta-feira (27) para tentar encontrar um bezerro com o qual convivia. Os animais foram separados recentemente e o boi tem sofrido com o distanciamento.

Após a fuga, o boi foi encontrado em frente ao Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) da cidade. Apesar do risco de atropelamento, o animal não se acidentou e voltou para casa em segurança.

A tutora soube do paradeiro do boi depois de um vídeo, no qual o animal aparece na frente do VLT, repercutir na internet e chegar até uma rádio, que noticiou o caso. Conforme explicou ao G1, a tutora ouvia a rádio quando a notícia sobre o animal foi veiculada.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Assim que escutei, meu marido pegou o caminhão para ir buscar o Gigante”, contou. O animal vive com a família há quatro anos. Ele foi levado de volta para casa em um caminhão.

“Foi um alívio, ele só confia na nossa família, não sairia de lá sem a gente”, disse a tutora. Ela explicou que um bezerro que convivia com Gigante foi vendido e que, desde então, o boi está triste, sentindo a falta do filhote que ele adotou.

“Nossa vaca veio faz um ano para casa, e já estava grávida. Ela teve o bezerro, e o Gigante adotou ele. O filhote mamava com a mãe, mas ia dormir com ele, ficava grudado o dia inteiro. Precisamos vender, e o Gigante ficou triste”, afirmou.

Foto: Arquivo Pessoal

Conforme explicou a tutora, Gigante fica solto em um terreno grande e nunca tinha estado no perímetro urbano da cidade até fugir. O desaparecimento do animal preocupou a família.

“Ele ficou andando sem rumo, mas voltou para casa e está em segurança aqui com a gente”, disse.

Nota da Redação: o fato do boi estar sentindo a falta de outro animal e só confiar em seus tutores para ir embora do local onde estava é mais uma das tantas provas de que animais, inclusive aqueles que são explorados e covardemente mortos para consumo, criam laços de afeto não só entre eles, mas também com humanos, gerando vínculos e uma relação de confiança e amor. Diante disso, a ANDA, como defensora dos direitos animais, faz um apelo aos leitores para que eles repensem seus hábitos, deixando de lado o consumo de produtos de origem animal e fazendo a transição para o veganismo, em um ato de respeito à vida de animais como o Gigante.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui