Vínculo afetivo

Após viver acorrentado, cão é adotado e faz amizade com gatos resgatados

Por ser um pit bull traumatizado pelos maus-tratos que sofreu, Mack quase foi sacrificado. Seu destino mudou quando o funcionário de um abrigo decidiu dar uma chance a ele

Reprodução/Instagram/@bowserandmack
Reprodução/Instagram/@bowserandmack

Mack conheceu o pior do ser humano nas mãos de seu antigo tutor, que o mantinha acorrentado a uma árvore, sem água e comida. O sofrimento era compartilhado com seu irmão, que era mantido nas mesmas condições em uma propriedade em Hunterdon County, Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Um abrigo para animais soube do caso e colocou fim à crueldade imposta aos cães por aquele que deveria zelar pelo bem-estar deles. Após o resgate, o irmão de Mack rapidamente encontrou um novo lar, ao contrário dele, que sofreu na pele o preconceito de ter nascido um pit bull.

Incompreendida, a raça é tachada de agressiva. No entanto, uma das provas da docilidade do pit bull é o fato de que, no passado, o apelido destes cães nos Estados Unidos era “The Nanny Dog”, ou ‘cão Babá’. Dóceis, eles eram vistos como ótimas companhias para bebês e crianças. 

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Reprodução/Instagram/@bowserandmack

É o caso de Mack, que correu o risco de ser sacrificado apenas por ser um pit bull, mas que tem dentro de si um imenso coração. E um funcionário do abrigo sabia disso. Inconformado com a possibilidade do cão, que já tinha sofrido tanto, ser condenado à morte, Chris passou a treiná-lo e se dedicou a encontrar uma família para ele.

O filhote, que antes era assustado e medroso por conta dos extremos maus-tratos que sofreu, transformou-se após quatro meses de cuidados. O caso dele foi, então, divulgado nas redes sociais, através das quais chegou até Analisa, que decidiu adotá-lo.

“A descrição é o que mais chamou minha atenção. Como um cão com uma vida tão terrível ainda pode ser tão grato aos seres humanos? Ele parecia bom demais para ser verdade”, disse Analisa, segundo informações do portal Amo Meu Pet.

Reprodução/Instagram/@bowserandmack

Em seu novo lar, Mack passou a conviver com gatos, e se mostrou disposto a fazer amizade com eles. Bowser, seu novo irmão felino, tornou-se seu companheiro inseparável, e os demais gatos para os quais Analisa oferece lar temporário passaram a contar com a companhia e o carinho de Mack.

Para mostrar o dia a dia do cão ao lado dos gatos, Analisa fez um perfil no Instagram denominado “Bowser And Mack”. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Bowser And Mack (@bowserandmack) em


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui