Acidente

Após atropelar arara, motorista viaja com ave presa a caminhão em MT

Com um pequeno ferimento na asa direita e bastante assustada, a arara foi resgatada após o motorista ouvir seus gritos

Foto: Corpo de Bombeiros
Foto: Corpo de Bombeiros

Uma arara-canindé, espécie ameaçada de extinção, sobreviveu por milagre após ser atropelada e viajar presa entre o radiador e a lataria de um caminhão em Rondonópolis, a 218 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso.

O acidente aconteceu no domingo (17) na BR-364. Após perceber o que havia acontecido, o motorista do caminhão acionou o Corpo de Bombeiros. Ele relatou aos militares, conforme publicado pelo G1, que atropelou acidentalmente duas araras que atravessaram a rodovia e que viu uma delas voando após o caminhão atingir a ave, mas não viu o segundo o animal.

Pouco antes de chegar na empresa em que trabalha, ele havia informado a corporação sobre o acidente. Após repassar a informação, o motorista seguiu viagem, mas ao estacionar o caminhão no pátio da empresa, escutou os gritos de uma das araras. Foi então que ele percebeu que a ave estava presa ao veículo.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Com um pequeno ferimento na asa direita e bastante assustada, a arara foi resgatada pelos bombeiros e levada até a Polícia Ambiental em Rondonópolis.

Ameaçada de extinção

A arara-canindé é um dos tantos animais da fauna silvestre que estão ameaçados de extinção no Brasil. Essas aves vivem em bandos com até 25 animais e podem medir até 83 centímetros de comprimento.

As araras formam casais e ficam juntas durante a vida inteira. Para se reproduzir, o casal faz ninhos em ocos de palmeiras e em outras árvores.

A dieta da espécie se baseia em sementes, frutas e cocos de palmeiras e os animais voam para longe, deixando o local de descanso para comer.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui