Cachorro perdido volta para casa após ser atropelado e cair em canal em SP


Foto: Reprodução/G1

Alemão sobreviveu a situações perigosas e voltou para sua família após fugir de casa na Praia Grande, no litoral do estado de São Paulo. O cachorro foi resgatado após ser atropelado e cair dentro de um canal na Avenida do Trabalhador, no bairro Tude Bastos.

A vida do animal foi salva graças ao garçom Danilo Rodrigues, de 33 anos, e da Guarda Civil Municipal (GCM). A sequência de acidentes envolvendo o cachorro ocorreram na madrugada do último domingo (17).

Danilo relatou ao G1 que estava na varanda de seu apartamento quando viu o cachorro caminhar dentro do canal, sem conseguir sair do local.

“Não podia deixar quieto. Assim que vi que ele estava preso, desci até o canal e fui cercando ele. Percebi que ele era cego e surdo, até que ele ficou acuado em um canto, com medo. Tentei passar uma corda, mas não consegui. Nessa hora, passou uma guarnição da GCM, que me ajudou a laçar o cachorrinho e tirar ele de lá”, contou.

Após ser retirado do canal, o cachorro foi entregue ao garçom, que o levou para casa, deu banho nele e percebeu que ele tinha alguns ferimentos no corpo, causados pela queda. Danilo soube ainda, através de testemunhas, que o cão foi atropelado por dois veículos.

Foto: Arquivo Pessoal

“Ele deve ter caído no canal depois que foi atropelado. Ele deu uma animada quando trouxe ele para casa, brincou um pouco, mas ainda estava muito assustado depois do que aconteceu”, disse.

Através das redes sociais, Danilo e sua esposa divulgaram o caso e conseguiram encontrar a tutora de Alemão, que estava preocupada, a sua procura. A professora Dinahelza Guedes de Paulo, de 55 anos, relatou ao G1 que o animal tinha fugido horas antes, durante a noite de sábado (16).

“Por volta de umas 19h, abri o portão de casa para o meu filho e o Alemão saiu sem ninguém ver. Fui perceber que ele não estava em casa às 22h, já estava muito nervosa. Fizemos cartazes e espalhamos pelo bairro, procuramos por toda parte, mas não encontramos ele. Já era 3h quando me ligaram, falando que ele tinha sido encontrado”, afirmou.

Após receber o telefonema, a professora foi até a casa de Danilo e reencontrou seu companheiro de quatro patas. “Fiquei com medo de que não fosse ele, mas era o Alemão. Achei que ele fosse fazer festa quando me visse, mas estava muito assustado. Já o trouxe de volta para casa e aparentemente está bem. Vou levar ele para o veterinário o quanto antes”, disse.

Foto: Arquivo Pessoal

Danilo foi parabenizado pela professora, já que foi seu ato altruísta que garantiu a sobrevivência do animal. “Fiz questão de voltar na casa dele depois e agradecer de novo, é uma pessoa muito boa”, reforçou Dinahelza.

O garçom, no entanto, disse que não seria capaz de agir de outra maneira, dando uma verdadeira lição de compaixão e ética à sociedade. “Já resgatei outros cachorros antes, tenho uma que foi resgatada. Para mim, é uma situação normal, não deixaria de ajudar de jeito nenhum”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECIFE (PE)

RIO DE JANEIRO

MAUS-TRATOS

EMPREENDEDORISMO

AÇÃO HUMANA

CONSCIENTIZAÇÃO

ABUSO

ÓRFÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>