Corpos de cães mortos em operação policial serão periciados em Teresina (PI)


Foto: Arquivo pessoal

Os cães mortos na terça-feira (5) durante uma operação policial no bairro Matinha, em Teresina, no Piauí, serão submetidos à perícia a pedido da Polícia Civil. Tempo e Preto, como eram chamados os animais, estavam no quintal de casa quando foram mortos. 

O inquérito sobre o caso é de responsabilidade da delegada Edenilza Viana, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, que decidiu agir de ofício para investigar o crime, já que os tutores dos cães e nenhuma outra testemunhas denunciaram o caso à polícia.

“Estamos contando com o apoio da Gerência de Zoonoses e, agora na quarentena, vamos tentar encontrar veterinários que possam fazer essa perícia. Até o momento, não sabemos nada do que aconteceu. Estamos buscando testemunhas, vamos tentar as câmeras de segurança na região para saber se houve registro da situação e a perícia será fundamental para determinar se eles morreram vítimas de disparos de arma de fogo e de que armas os tiros possam ter partido”, contou a delegada, em entrevista ao portal G1.

Os corpos estão sendo mantidos em um freezer na Gerência de Zoonoses do município para que não haja deterioração e comprometimento de provas.

Moradores da região afirmaram que os cães foram mortos por um policial. Uma das testemunhas disse ao G1 que os cachorros estavam dentro de casa e que seriam presos pelos tutores para que os agentes da Polícia Militar entrassem e fizessem as buscas. No entanto, ainda segundo o relato, um dos policiais subiu no moro e atirou nos cães, matando-os.

A corporação, por sua vez, nega a acusação. Segundo a Polícia Militar, o responsável pelo assassinato dos cachorros é um homem suspeito de praticar assaltos na região, que estava armado no momento do crime.

“PM-PI comunica ainda, que a informação de que cães foram atingidos pelos policiais no momento da ação é improcedente, pois os disparos efetuados foram realizados pelo indivíduo de alcunha “piqui”, que já possui diversas prisões efetuadas”, afirma nota da PM.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>