ONG critica youtubers que humanizam e mantêm macaco em cativeiro


(Foto: Reprodução/Instagram)

A ONG Ampara Silvestre publicou uma nota de repúdio contra o tratamento dado ao macaco-prego Eron, tutelado pelos irmãos e youtubers Lucas Berti e Bruno Berti. A crítica feita pela entidade é focada no fato de que o animal silvestre é humanizado pela dupla, dona do canal Irmãos Berti, no YouTube.

A publicação foi feita pela ONG na quarta-feira (29) no Instagram. “Quem acompanha o trabalho da AMPARA Animal sabe o quanto lutamos pelos direitos dos animais. Boa parte desta luta é dedicada a ensinar que silvestre não é pet. Silvestre não deve ser comercializado. Não deve viver na casa de ninguém, tampouco ser humanizado ou explorado”, escreveu a instituição.

“Em meio a essa luta nos deparamos com os Irmãos Berti, que têm em casa um macaco-prego chamado Eron. O pobre Eron usa fralda e é tratado como um bebê. Seus direitos não são respeitados, sua liberdade foi tolhida e, hoje, ele vive numa ‘mansão’ com os cantores, que se esqueceram que animais têm direitos e que nem tudo deve ser comprado (mesmo que o dinheiro possa pagar)”, completou.

(Foto: Reprodução/Instagram)

A entidade lembrou que a atitude dos irmãos, de desrespeito aos direitos animais, influencia milhares de pessoas que os seguem nas redes sociais, o que pode incentivar outras pessoas a agirem da mesma forma, aprisionando animais silvestres em suas casas, inclusive alimentando o tráfico.

“Lucas Berti é um youtuber e cantor brasileiro, dono do canal Irmãos Berti, junto com o irmão mais velho Bruno. O canal possui quase 8 milhões de inscritos. O número de seguidores de Bruno no Instagram é de mais de 2,5 milhões e, de Lucas, mais de 2,2 milhões. Imaginem quantas pessoas serão influenciadas por eles e também desejarão ter um macaco. Pessoas que muitas vezes poderão adquiri-los em comércios ilegais, que criminosamente os sequestram da vida livre. Situação essa que agrava e muito o que já é lamentável. É desanimador ver que dois fenômenos digitais, com tanto acesso à informação, caminhem em direção contrária aos avanços dos direitos dos animais e exponham este ser indefeso a uma realidade antinatural que lhe foi imposta”, reforçou a Ampara Silvestre.

Por fim, a nota divulgada pela entidade cita que os irmãos também humanizam dois porcos que foram dados a eles pela influenciadora Vitória Emanuela e pede que as pessoas respeitem os animais.

“Os porquinhos tinham apenas 30 dias quando chegaram à casa dos cantores. Eles usam coleira e, assim como Eron, são humanizados. Um animal silvestre não nasce para viver sua vida em cárcere privado. É seu direito ter acesso ao seu habitat natural. Seu comportamento natural deve ser reconhecido e respeitado. Se você admira os animais silvestres, respeite-os. Ter uma condição financeira favorável não dá o direito a ninguém de colecionar animais. O lugar deles é e sempre será na natureza”, concluiu a ONG.

(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECOMEÇO

CONSCIÊNCIA

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO

CONSCIENTIZAÇÃO

MISSÃO

SÃO SEBASTIÃO (SP)

DEMANDA CRESCENTE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>