Ceará

Jumentos ilhados após aumento do volume de açude são resgatados

Apesar do risco que correram, os jumentos não se afogaram. Eles vivem de maneira selvagem na região ao açude

Reprodução/G1
Reprodução/G1

Moradores da comunidade de Curupati, em Jaguaribara (CE), resgataram jumentos que ficaram ilhados após o Açude Castanhão, que teve baixos aportes nos últimos 8 anos, registrar um aumento do seu volume.

Pelo menos 20 animais foram resgatados na segunda-feira (27). Ao G1, o secretário de Infraestrutura, Agricultura e Meio Ambiente de Jaguaribara, Daniel Linhares Gonçalves, explicou que os animais não são tutelados por ninguém, e vivem de maneira selvagem na região, antes completamente dominada pela seca.

Após serem resgatados, os jumentos foram deixados em um local no entorno do açude em que não existe a possibilidade de ficarem ilhados novamente.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Esses animais ficaram ilhados devido a recarga do Açude Castanhão vir aumentando a cada dia. Ontem [segunda-feira], os moradores do Curupati fizeram uma força tarefa e tiraram esses 20 jumentos, salvaram todos das ilhas e levaram para terra firme, onde a água não cobre”, explicou.

Apesar de nenhum jumento ter morrido, há outros 40 ou 50 animais da espécie que correm o risco de afogamento em diferentes pontos do reservatório, segundo o secretário. Para impedir que isso aconteça, os animais devem ser levados para terra firme.

“Temos planejado uma equipe dos moradores que farão os resgates novamente. O Dnocs [Departamento Nacional de Obras Contra as Secas] disponibilizou uma lancha para ajudar e o prefeito [de Jaguaribara] vai disponibilizar combustível e alimentação para eles”, acrescentou o secretário.

Ao invés de acionar o Ibama, a prefeitura optou por entrar em contato com o Corpo de Bombeiros, através da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui