Futuro

Empresa promete fazer 500 mil árabes deixarem de comer animais

"Com o atual sistema de produção alimentícia baseado em animais, não haverá alimentos o suficiente para a população do nosso planeta em 30 anos"

“Essas são alternativas profundamente pesquisadas e testadas”, disse o CEO da Healthy Farm, Jacek Plewa (Foto: Divulgação/Healthy Farm)

Uma empresa está motivada a fazer 500 mil cidadãos dos Emirados Árabes Unidos adotarem uma dieta à base de vegetais, assim deixando de comer animais.

A startup Healthy Farm pretende fazer isso modificando o paladar dos consumidores por meio da oferta de hambúrgueres, almôndegas, kebabs e carne moída à base de vegetais, entre outras opções.

“Essas são alternativas profundamente pesquisadas e testadas”, disse o CEO da Healthy Farm, Jacek Plewa (Foto: Divulgação/Healthy Farm)

Segundo a empresa, são alternativas à carne que agradam ao paladar e possuem pouco colesterol e não contam com conservantes, glutamato monossódico, corantes artificiais, soja e glúten.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Essas são alternativas profundamente pesquisadas e testadas”, disse o CEO da Healthy Farm, Jacek Plewa, segundo o Arabian Business. A empresa estima que até 2025 é possível fazer com que até 20% da população dos Emirados Árabes deixe de se alimentar de animais.

Plewa avalia que produtos à base de vegetais já não são uma novidade no mercado e que hoje já estão ganhando a preferência de consumidores no mundo todo.

“Os consumidores reconhecem o impacto dessas escolhas para a saúde, bem-estar, meio ambiente e bem-estar animal”, enfatiza e sustenta que a empresa tem condições de definir o padrão para uma revolução nas escolhas alimentares em curso na região.

“Estamos chegando a um ponto sem volta, porque com o atual sistema de produção alimentícia baseado em animais não haverá alimentos o suficiente para a população do nosso planeta em 30 anos, e já estamos danificando irreversivelmente o meio ambiente.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui