Recuperação da espécie

Avistamento de pardais-domésticos cresceu 10% nos últimos 10 anos

Segundo a Royal Society for the Protection of Birds (RSPB), o avistamento da espécie havia diminuído cerca de 50% nas últimas 4 décadas

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Uma pesquisa recente confirma que o avistamento de pardais-domésticos ou pardais-do-telhado, como também são conhecidos, cresceu cerca de 10% em 10 anos, após o avistamento da espécie ter diminuído 50% nos últimos 40 anos. Os dados foram coletados no evento Big Garden Birdwatch, promovido pela Royal Society for the Protection of Birds (RSPB), que tem como objetivo incentivar os moradores do Reino Unido a observar os pássaros que aparecem em seus jardins e registrá-los.

De acordo com a RSPB, desde que o evento é promovido, há mais de 40 anos, o avistamento de pardais-domésticos teve uma queda de mais de 50% em todo o país. No entanto, através dos resultados obtidos com a observação dos pássaros, apenas neste ano foram registrados cerca de 1,3 milhão de avistamentos da ave nos jardins do país, o que equivale a um aumento de 10%.

Para o cientista de conservação da RSPB, Daniel Hayhow, o clima de inverno quente deste ano favoreceu o aumento de aparições desta e de outras espécies. “Os pássaros pequenos sofrem durante os invernos frios e longos, mas o clima mais quente de janeiro deste ano parece ter dado um impulso a espécies como a carriça e a cauda. Ao longo da vida da pesquisa, vimos a crescente boa sorte de pássaros, como o melharuco e o pintassilgo, e os alarmantes declínios do pardal e do estorninho. Mas parece haver boas notícias para um desses pássaros … nos dando esperança de que pelo menos uma recuperação parcial possa estar acontecendo”, comemorou.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O inesperado aumento de avistamento da ave é uma grande conquista e traz um lampejo de esperança na recuperação da espécie, já que mostra que ela está retornando para seu lugar na natureza.

“Apesar de tudo o que está acontecendo no mundo, a natureza ainda está fazendo o seu trabalho. Os pássaros estão cantando e a flor está explodindo. Observar a vida selvagem, seja de uma janela, sacada ou até on-line, pode oferecer para muitos de nós esperança, alegria e uma distração bem-vinda, e estamos ansiosos para ajudá-lo a continuar se conectando com o mundo natural”, concluí Beccy Speight, chefe executivo da RSPB.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui