Governo libera mais 16 princípios ativos para formulação de agrotóxicos

Mariana
April 29, 2020

Imagem: iStock

O Ministério da Agricultura, do governo Bolsonaro, liberou na última segunda-feira (27) o registro de mais 16 princípios ativos que serão usados para formulação de agrotóxicos para agricultores. Neste ano, já são 128 registros.

Um dos produtos publicados no Diário Oficial da União é o Dicamba, que tem o objetivo de substituir o glifosato – pesticida altamente tóxico e mais vendido no mundo – na produção de soja transgênica nos Estados Unidos.

Na União Europeia, o glifosato é usado em pastagens e no milho. No Brasil, em plantações de algodão e soja. O produto, porém, dispersa facilmente no ar, podendo afetar e matar lavouras vizinhas, o que preocupa produtores brasileiros. Especialistas da área da saúde alertam também para o risco do produto para as pessoas – além de seu efeito nocivo ao meio ambiente e aos animais, como ocorre com qualquer outro pesticida.

O G1 avaliou a lista do Ministério da Agricultura para verificar se os princípios ativos liberados no Brasil têm uso autorizado na UE e nos EUA. Nos Estados Unidos, boa parte está em um processo de reavaliação – comum no país, que revisa a licença dos pesticidas frequentemente. Confira, abaixo, a lista divulgada pelo jornal:

  • 1 registro do fungicida Fluazinam: autorizado na União Europeia e nos Estados Unidos;
  • 3 registros do herbicida Isoxaflutol: liberado na UE e e em reavaliação nos EUA;
  • 1 registro herbicida Ametrina: sem pedido de registro na União Europeia e em reavaliação nos EUA;
  • 5 registros do fungicida Difenoconazol: autorizado na UE e nos Estados Unidos;
  • 1 registro herbicida Picloram: liberado na UE e e em reavaliação nos EUA;
  • 1 registro do inseticida Diflubenzurom: autorizado na União Europeia e em reavaliação nos EUA;
  • 1 registro do fungicida Ciproconazol: liberado na UE e nos Estados Unidos;
  • 1 registro do inseticida Lufenurom: autorizado na UE em condições especiais, desde que abelhas e animais não sejam expostos ao agrotóxico. É liberado nos EUA;
  • 2 registros do herbicida Dicamba: liberado na UE e nos EUA.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Você viu?

Em busca de companhias,

Fonte: g1.globo.com Uma das

Pixabay Aproximadamente 50 ativistas

Grupo de guardas ambientais

Foto: Reprodução Youtube /

Reprodução/Instagram/@osindefesos Três cachorros tiveram

The Dodo Onyx e

Foto: Reprodução/GRAD A destruição

Foto: Pixabay A tradição

Notícias | Você é o repórter | Histórias felizes | De olho no planeta


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
>