Adoção de animais reduz 41% no Centro de Zoonoses de Americana (SP)


Foto: Marilia Pierre

O número de animais adotados no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Americana, no interior de São Paulo, sofreu uma redução de 41% em comparação ao primeiro trimestre de 2019. Neste ano, foram 20 animais adotados, ante 34 adotados no ano anterior.

No restante do país, ONGs de proteção animal têm relatado um aumento de até 50% na procura por adoção de cães e gatos durante o isolamento social imposto pelo coronavírus. O que contraria o cenário registrado em Americana. Apesar disso, o abandono também tem crescido.

Motivados pela crise financeira gerada pela pandemia de Covid-19 e pelas notícias falsas, muitas pessoas abandonaram animais. Ao contrário do que elas pensam, no entanto, cães e gatos não transmitem a doença, conforme já foi dito por especialistas e instituições renomadas, como a Organização Mundial da Saúde (OMS). Independentemente da causa do abandono, não há justificativas para tamanha crueldade, que configura crime.

No caso da situação registrada em Americana, a queda nas adoções, conforme explicou ao G1 a médica veterinária responsável pelo CCZ, Aneli Marques, deve-se à paralisação das feiras de adoção e pela instabilidade financeira gerada pela pandemia.

Cerca de 100 cachorros e 80 gatos vivem no Centro de Controle de Zoonoses do município. Resgatados atropelados, feridos ou doentes, eles receberam tratamento, estão saudáveis, castrados, vacinados e microchipados, à espera de novos lares.

Interessados em adotar precisam ter mais de 18 anos e comparecer na sede da unidade munidos de RG, CPF e comprovante de endereço. O CCZ está localizado na Avenida Heitor Siqueira, 1520, Praia Azul, e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h30. Os telefones para contato são: (19) 3467-1187 ou (19) 3467-2344.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA

MAUS-TRATOS

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>