Ameaçada de extinção, tartaruga-gigante retorna às praias durante quarentena


Filhotes de tartaruga em praia no distrito de Phanga, na Tailândia (Foto: Mongkhonsawat Leungvorapan/Reuters)

A tartaruga-gigante, espécie ameaçada de extinção, retornou a praias da Florida, nos Estados Unidos, e da Tailândia. A aparição do animal, que é considerado o maior entre as espécies de tartarugas marinhas, se deu por conta da quarentena imposta pelo coronavírus, que afastou os humanos da praia, tornando o ambiente mais convidativo para esses animais.

Onze novos ninhos da espécie foram encontrados em praias tailandesas. Segundo o diretor do Centro Phuket de Biologia Marinha, Kongkiat Kittiwatanawong, o número é o maior em 20 anos.

“Esse é um sinal muito bom para nós porque várias regiões de desova foram destruídas por humanos. Se compararmos com o ano passado, nós não tivemos esse tanto de ninhos porque as tartarugas sofrem com o risco de serem mortas por equipamentos de pesca e pela presença humana nas praias”, explicou à agência Reuters.

O número de ninhos de tartarugas-gigantes também aumentou no sul da Flórida. Na região, segundo dados do centro Loggerhead de Vida Marinha, 76 ninhos foram registrados.

“Estamos animados ao ver nossas tartarugas prosperando nesse ambiente”, afirmou Sarah Hirsch, gerente sênior e pesquisadora do Centro Loggerhead, em entrevista à emissora West Palm News Channel.

Em todo o ano de 2019, cerca de mil ninhos da espécie foram documentados por pesquisadores ao longo de 1.359 quilômetros da costa leste norte-americana.

Como poucas tartarugas-gigantes sobrevivem – estimativas indicam uma taxa de sobrevivência de uma para cada mil nascimentos -, o aumento dos ninhos representa uma probabilidade maior de mais animais da espécie chegarem à vida adulta.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

DEBILITADO

DECISÃO JUDICIAL

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>