Policiais alimentam animais abandonados durante pandemia em Osasco (SP)


Divulgação/Polícia Militar

Policiais militares do 14° e do 42° Batalhões de Polícia Militar Metropolitano de Osasco, na Grande São Paulo, estão alimentando animais abandonados.

O objetivo dos agentes é minimizar o sofrimento dos animais durante a pandemia de Covid-19. Por conta da crise financeira vivenciada pela sociedade e das notícias falsas a respeito do vírus, o abandono de animais aumentou.

Especialistas e instituições renomadas, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), já deixaram claro que não há qualquer evidência de que cachorros e gatos contraiam e transmitam o vírus. Eles podem se contaminar com outra cepa da família do coronavírus, mas não com a Covid-19. Não foi registrado nenhum caso, em todo o mundo, de humanos contaminados por cachorros ou gatos.

Apesar dos fatos, há quem se guie por notícias falsas e, por isso, num ato criminoso e de crueldade, abandone os animais à própria sorte. Para ajudá-los, os policiais decidiram agir.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>