Inquérito que investiga morte de 69 cães já chega a 180 páginas


WhatsApp/Bhaz/Reprodução

Um inquérito que investiga a morte de 69 cachorros em um lar temporário para animais em Minas Gerais já chega a 180 páginas. Vinte e uma pessoas já foram ouvidas pela polícia.

As investigações tiveram início na Delegacia de Polícia Civil em Ribeirão das Neves, cidade onde estava localizado o primeiro endereço do lar temporário para animais “Entre Latidos e Miados”, que depois foi transferido para a cidade de Contagem.

O crime bárbaro chocou os moradores de Contagem. Segundo informações do portal Bhaz, as investigações policiais foram iniciadas em 16 de março, quando o estabelecimento no qual os animais eram mantidos estava sendo transferido para Contagem.

Os responsáveis pelo “Entre Latidos e Miados” encontraram alguns cachorros mortos e outros agonizando quando chegaram ao novo endereço do lar temporário. A suspeita é de que os animais tenham sido envenenados.

O crime resultou na morte de 69 cães. Desses, 11 tinham sido socorridos com vida, em estado crítico, mas morreram logo depois. Apenas quatro animais sobreviveram.

Os corpos de 51 cães foram submetidos à necrópsia e cinco laudos técnicos foram produzidos. De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, alguns animais não puderam ser submetidos a exames porque seus corpos estavam em estado avançado de decomposição.

Não há previsão para a conclusão do inquérito, que está sendo mantido em sigilo para não prejudicar as investigações.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HONG KONG

AFETO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>