Covid-19: frigoríficos estão interrompendo atividades


Pixabay

Nos EUA é crescente o número de frigoríficos interrompendo atividades em decorrência do coronavírus, e alguns pertencem a grandes empresas brasileiras como JBS e Marfrig.

No Brasil, com 25,2 mil casos confirmados de Covid-19, a situação ainda é considerada “diferente”, mas há previsão de mudanças conforme os casos da doença forem aumentando ainda mais, com base nas previsões de pico da doença – como aconteceu nos EUA.

Cenário de apreensão já foi instaurado

Ainda assim, o cenário de apreensão já foi instaurado. Prova disso é que somente em março JBS e Marfrig anunciaram suspensão de atividades em seis unidades de processamento de carne no Brasil.

Já nos EUA, a Marfrig se viu obrigada a interromper neste mês de abril a morte de de animais em um de seus frigoríficos sob a subsidiária National Beef em Tama, no estado de Iowa, conforme divulgado pela própria empresa e também pela Reuters.

A decisão veio depois que inúmeros funcionários foram identificados com o coronavírus – o que significa que muitos outros funcionários podem estar infectados.

JBS fecha frigorífico na Pensilvânia

A JBS também fechou um frigorífico em Souderton, na Pensilvânia. Nos EUA, apenas esta semana já houve confirmação também do fechamento de um frigorífico da Aurora Packing em Illinois; da Cargill na Pensilvânia; da Tyson Foods em Iowa; e da Sanderson Farms na Geórgia.

A situação é a mesma na Smithfield Foods, maior indústria de carne suína do mundo que teve casos confirmados no frigorífico de Sioux Falls, na Dakota do Sul.

No Brasil, a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) antecipou em março que já é esperada uma redução de pelo menos 20% da demanda por carne em território nacional em consequência do coronavírus.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA

RECOMEÇO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>