Ave oceânica é resgatada em plantação de arroz a mais de 100 km do mar


Um albatroz-de-sobrancelha-negra, ave que vive a maior parte do tempo em regiões de mar aberto à procura de alimento, foi encontrada em uma plantação de arroz a mais de 100 quilômetros do mar, na cidade de Rodeio, no Vale do Itajaí, em Santa Catarina.

Resgatado pela Polícia Ambiental de Blumenau, o animal foi encontrado por um casal de agricultores, que acionou as autoridades. As informações foram repassadas ao G1 pela Associação R3 Animal.

Foto: Nilson Coelho/R3 Animal

Após o resgate, a ave foi levada para o Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM), em Florianópolis.

A médica veterinária Janaina Rocha Lorenço, que prestou atendimento ao albatroz, explicou que o animal é um macho jovem. Ele chegou ao CePRAM parcialmente debilitado, estressado, com febre e penas quebradas. No entanto, depois de receber os cuidados necessários, a ave já apresentou melhora.

De acordo com a Associação R3 Animal, o animal será reabilitado por meio do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) e, depois, retornará à natureza.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTADOS UNIDOS

FEBRE AMARELA

REVERSÃO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>