Brasil não tem lei que proíbe consumo de carne de cães e gatos


Embora qualquer ato de crueldade contra animais domésticos como cães e gatos possa se enquadrar como crime no Brasil, pelo menos em teoria, conforme a Lei de Crimes Ambientais (9.605/1998), o país não possui nenhuma lei federal que proíbe o consumo ou comercialização de carne de cães e gatos.

(Imagem: Acervo/Jandir Sabedot/Campoere)

Em 2019, o deputado federal Célio Studart (PV-CE) sugeriu o Projeto de Lei 301/19 que visa criminalizar a comercialização de carne desses animais impondo multa de R$ 2 mil e cancelamento da inscrição do CNPJ – se houver reincidência. Embora a medida seja positiva, nem sempre a comercialização de carne desses animais ocorre por vias formais.

No último trimestre de 2019, por exemplo, uma família de Guarapari, no Espírito Santo, foi identificada como responsável por matar cães e gatos para extração de carne. O repasse era feito à outra pessoa que revendia “o produto” em feiras – o que dificultou a identificação dos envolvidos.

Projeto está parado na Câmara 

Em dezembro do mesmo ano, uma rinha desmontada pela Polícia do Paraná, que resultou na prisão de 41 pessoas, também envolvia o consumo da carne dos pitbulls que morriam após serem forçados a brigarem.

Mesmo com a repercussão desses casos, o PL que criminaliza o comércio de carne de cães e gatos não parece ter sido classificado como de grande importância pela Câmara dos Deputados, considerando que desde junho de 2019 a matéria ainda não foi avaliada por nenhuma das comissões, ainda que sua aprovação dependa das comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Uma lei específica voltada a coibir o consumo e comercialização de carne desses animais poderia ampliar ampliar a potencial punição que hoje depende especificamente da interpretação que o poder judiciário tem da Lei de Crimes Ambientais (9.605/1998) que, na prática, ainda não garante pena de prisão nem mesmo em casos de morte tipificada como cruel contra animais domésticos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO HUMANA

CONSCIENTIZAÇÃO

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>